"And now for something completely different..."

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Não Tá Fácil

Faz tempo que eu não posto aqui. É que todas as coisas andam realmente muito difíceis, e eu acabo perdendo a vontade de me manifestar. Me arrependo de publicar coisas sobre algo ou alguém. E até ter opinião tá difícil.

O mundo é tão bundão que dá asco. Cheio de haters e mimimi e ofendidos e pessoas que dizem que "estão defendendo direitos de minorias e oprimidos", mas na real só estão espalhando um discurso odiável, ofensivo e indiscutível, dirigindo sua espada à tudo e todos que não se aproximam com o rabo entre as pernas concordando com aquela ladainha repugnante (hello feministas, acham que sofrem mais que qualquer outra pessoa, mas é só mais uma manifestação de pessoas aproveitando uma desculpa ridícula para expor sua raiva e ódio da forma errada).

Daí você vê gente maneira como o Rafinha Bastos quebrando perante essa massa de bundões na internet, Cauê Moura desativando os comentários dos vídeos do canal dele para sempre... Até eu reparei que eu mesmo parei de comentar as coisas que eu acho absurdas em textos no meu blog. Tudo isso por que, se você dá a sua opinião, as pessoas te odeiam. As pessoas te isolam e te deixam sozinho. Você se torna o vilão.

A internet é o maior centro de pessoas bundonas demonstrando seu ódio, ira e julgamento. Mas sabe qualé? Se você presta atenção no mundo real, longe do monitor, as pessoas são assim também. Sempre foram.
Seres humanos são nojentos, repugnantes. Seres humanos sempre tem uma opinião de merda, e é impossível ser racional ou esperar qualquer sinal de inteligência ou civilidade de qualquer um de nós. Tá foda, tá foda.

Lembro de quando eu até aceitava discutir um assunto, ou se via alguém falando algo que eu discordava, eu tentava me meter no meio. Faz tempo que eu parei com isso, não falo e nem respondo ninguém. Não tem como suportar essas redes sem tomar uma postura de "foda-se" e não se importar. Porque quando você se importa, você fica se sentindo mal e passando nervoso com o que você lê. Fica com ânsia de vômito de verdade, a comida não desce mais.

E a única saída é ficar assim mesmo. Desativando comentários pra não começar nenhuma merda. Ou apenas dizendo "não responderei comentários nessa publicação". E a capacidade humana de dialogar vai para o saco.

Bem, não responderei comentários nessa publicação, fica apenas o vídeo. Tá foda, na real.



Mas agora 2014 está se encerrando. Foi um ano horrível em todos os aspectos. Espero que em 2015 eu possa voltar a postar umas coisas divertidas e achar algum rumo ou sentido novamente. No momento é só isso, valeu.

Um comentário:

Tawani Cavalcanti disse...

Calma Jovem! Primeiro respire fundo, bem fundo. Agora pode soltar e relaxar. As pessoas podem sim ser tudo isso que você disse no seu post, mas o ser humano não é só isso e falar que TODOS são assim, é muita massa pra pouco pão! Ter opinião e querer discutir é sempre bom. Espero que 2015 seja bom pra você ^^