"And now for something completely different..."

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Uma Triste Notícia...

video

O K-2logismo está de luto.

*assobia Always Look On the Bright Side of Life*

sábado, 25 de setembro de 2010

Censura: Trabalhos Escolares

Na real, nunca soube por que eu nunca postei sobre isso aqui...

Esse ano, tive dois trabalhos de vídeo nas aulas de história (minha professora andava com punks, então ela é bem legal e revolucionária, hehe), eu gostei dos resultados dos dois (tem o nome da criadora de água-vivas neles também, mas digamos que eu não dei brexa pra ela tentar fazer algo, rs)... Então, aqui estão:

video

Esse primeiro foi sobre a censura pela ditadura militar na década de 70, e como os músicos se rebelavam discretamente com mensagens indiretas contra a mesma. Nesse vídeo as músicas foram pré-determinadas e fiquei com essa, então o trabalho não foi muito animado... Mas as mensagens ocultas são boas, quero ver vocês decifrarem as 3 mensagens que eu peguei para explicar na parte escrita!

video

Já o segundo foi sobre o fim da censura na década de 80, e como os músicos começaram a compor livremente contra o governo, e sobre como o cenário mundial passou a ser criticado também, já que antes era censurado. Nesse trabalho tínhamos opções pré-determinadas, mas eu pedi e fiz questão de fazer com essa banda, que meu pai tanto curtiu quando era punk e fazia merda na rua. Enquanto o outro teve direito à algumas piadinhas, esse teve direito até uma a uma pequena blasfêmia (como poderão dizer alguns fanáticos), que pegou a professora e a sala de surpresa! >xD

Óbviamente, me senti muito mais animado ao fazer o segundo, por isso o trabalho mais bem-feito! xD

A pedido do comentário do Qjn, aqui está a cartum que eu fiz para o mesmo tema:
Espero que todos aqui saibam o quê é "anistia".


É isso, espero que vocês tenham curtido, e deixem coments!^^

1-2-3-4!!!
DDT did a job on me
Now I am a real sickie
Guess I'll have to break the news
That I got no mind to lose!
All the girls are in love with me
I'm a teenage lobotomy!!!

Slugs and snails are after me
DDT keeps me happy
Now I guess I'll have to tell 'em
That I got no cerebellum!
Gonna get my Ph.D.
I'm a teenage lobotomy!!!
by Ramones

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Sr. Pólipo

Olá meus queridos leitores! Faz tempo que eu não falo alguma merda por aqui, não é mesmo? Quer dizer, talvez meus textos sérios sejam uma merda para alguns, mas enfim...
Todos aqui sabem o quê é um pólipo né?

Olá, eu sou um pólipo, muito prazer! Gostariam de uma xícara de café?


Enfim, lá estava eu e minha amiga Elise naquela sala entediante recheada de pessoinhas chatas, com 3 copos plásticos vazios em mãos... Sorte que não éramos 2 garotas e 1 copo. -Q

Enfim, ela pegou e fez duas águas-vivas com os copos dela, sabe? Só cortar o copo em várias tirinhas sem arrancar elas, o resultado é algo bem feliz:

Look! It have arms! It can dance! It's a happy jellyfish! \8º/


Enfim, alguns ainda não devem saber o quê isso tem a ver com um pólipo... Bem, resumindo:

Um pouco de conteúdo pra vocês: pólipos são crias de medusa que geram mais e mais medusas... Digno de algo alienígena, não? Eu pelo menos acho interessante...

Anyway, com o copo restante, bastou eu tacar uma daquelas água-vivas em cima dele e tínhamos nosso pólipo! Eeee! =D

It really looks like, u have to admit it...

Deixei isso na minha mesa por uma meia-hora até jogá-lo fora, pois começou a mecher muito com a minha imaginação... Quer dizer, fiquei viajando direto olhando pra ele... E ele parecia olhar pra mim. Sei lá, rolou uma química estranha, e não queria ser acusado por atentado ao pudor consequente de zoofilia aquática dentro de ambiente escolar, minha ficha já está suja o suficiente depois daquele passeio ao zoológico.

ENFIM (creio que todos meus leitores sabem que não devem me levar a sério quando o post não é acompanhado da tag "FALANDO SÉRIO", né?), deixo vocês com seus próprios pensamentos e um vídeo, idéia do Sr. Pólipo (juro que ele falou comigo):

video
Pólipo!
Pó-pó-pó-pólipo!
Dança do pólipo!
Não é a dança da galinha, mas faz
Pó-pó-pó-pólipo!
*apanha*

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

A Eterna Busca Pelo "Vale Encantando"

Só uma reflexão que foi me distraindo numa noite dessas e resolvi registrar, espero que gostem e comentem o quê pensam! =]

"[...]embora tomado o choque brusco da desilusão, nunca cansamos de sonhar…

Assim como um cão não se cansa de tentar abocanhar o reflexo de uma estrela na água do mar.

Mas que cão estúpido, não?"
(vou acabar ficando em débito por começar a te citar tanto, rs)


Estúpido? O cão só busca a própria felicidade, como tem o direito de fazer.

Pode não alcançar a estrela pelo seu reflexo, mas quando menos esperar pode acabar mordendo uma estrela do mar.

A estrela do mar pode não aparentar tudo que o cachorro idealizara, mas ela está lá, seu calor é mais palpável que aquele calor inimaginável porém intangível. A estrela do mar o amará e o fará sentir-se especial mais do que qualquer estrela distante em sua própria solidão.

...

Mamíferos e equinodermos de lado, as pessoas costumam se preocupar sobre tudo o quê fazem ou deixam de fazer, se deveriam mudar ou se deveriam manter, se "deveriam fazer isso" ou "não ter feito aquilo".

Eu digo que o quê você faz é o quê você faz.

O quê você não faz ou poderia ter feito, é o quê não foi.

E isso é você, e ponto.

Não adianta ficar se analisando até não conseguir mais.

Até porque se "você tivesse feito diferente", não teria sido você.

Ninguém vem com um manual de como fazer as coisas do jeito certo, logo, as coisas que você fez, certas ou erradas, precipitadas ou atrasadas, são o quê definem você como você mesmo, e não como todos "deveriam ser".

Aliás, você não "deveria ser" nada além de você mesmo, o que você ganhar ou perder por isso não significa que você errou. Era o quê era pra você. É sua vida.

Viver sua vida significa ganhar experiências para contar. Bons tempos, tempos ruins, todos temos nossa parte reservada.

Temos o direito de fazer algo para nós mesmos, nada é "eterno" enquanto você continua sonhando à frente.

Melhor fazer algo que você vá se sentir culpado agora do quê manter como está e acabar daqui 10 anos preso em uma vida que você não queria, com a pessoa "nem-tão-certa". Pode parecer egoísta, mas tudo que se faz em prol de sua felicidade, à longo prazo, é justo.

A época definida como "romântica", aonde as pessoas ficavam "juntas para sempre", só existiu porque as uniões eram forçadas e obrigatórias. Se você acha que está à muito tempo numa vida que começa a não soar tão boa acompanhada das palavras "para sempre"... Você pode mudar: egoísmo é dizer que alguém tem que se forçar à algo ou viver algo que cada vez mais se torne uma mentira. Justo é se dar ao direito de viver suas próprias experiências. (mas também não seja um(a) babaca, é óbvio.)

É assim que cada um busca pelo reflexo de sua estrela. É mudando seu caminho por si mesmo ou sendo obrigado a mudar de caminho, mesmo não gostando. Mas qualquer que seja o caminho em que você esteja agora, é o seu caminho e nada mais. Nem certo nem errado. Se aventure no seu próprio caminho.

Procurem a felicidade, ó, meus caros drugues e ptitsas!

Ramble on! And now's the time, the time is now, to sing my song!
I'm going around the world, I got to find my girl, on my way!
I've been this way ten years to the day, ramble on!
Gotta find the queen of all my dreams!
~Led. Zep.~

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

"Morando Aqui Nessa Cidade..."

Segunda passada eu tive uma sensação estranha...

*espera uma resposta de incentivo*

E eu quero compartilhá-la, então se você não dá a mínima para o quê eu penso você pode sair por aquela porta ali. Mas sua virgindade fica.

Enfim, segunda-feira eu faltei na escola para ir ao TG pegar minha dispensa definitiva do serviço militar. Ou pelo menos pensei eu, vou ter que voltar em 15 dias denovo pra acabar de vez com essa merda.

Então lá fui eu, com meu cabelo chapado (não que eu tenha chapado o cabelo, ele só tava de bom humor por eu ter trocado de shampoo, assim que eu usar o shampoo novo pela segunda vez ele volta ao normal), meus óculos redondos e minha jaqueta de couro batida que era do Alan...

Saí de casa em jejum, primeiro porque eu me atrasei enrolando pra levantar já que eu "tinha até o meio dia praquilo fechar", e segundo porque pensei que não me tomaria mais do quê meia hora e logo estaria de volta para me alimentar.

Fui até a casa transformada num escritório do TG num cantinho feliz de Santo André perto do Calçadão, com comércios pequenos e casas de muro baixo. Fiquei lá por uma hora e meia pra saber que teria que voltar em 15 dias.

Ok, saí e estava com fome, então decidi tomar o café da manhã na rua. Entrei num barzinho qualquer com preços amigáveis, já que eu tinha só R$4.35 (eu devia ter 7, mas o passe de trólebus que eu levei acabou na ida, então tive que comprar um pra volta).

Pedi uma vitamina de banana e uma esfiha fechada de frango, dando exatamente R$4.30, e sentei numa cadeira alta de frente para a rua, e comi ali mesmo.

Daí mó páaaa... Fiquei com bigode de vitamina e talz, e um tiozinho aleatório que notou minha camiseta do ACDC conversou comigo sobre o show da banda homônima que teve aqui ano passado que ele pode ir, e a moça do bar ainda me deu o resto de outra vitamina que ela tinha preparado no liquidificador~

Quando saí do estabelecimento, ao atravessar a rua na esquina, um headbanger aleatório passou com sua moto quase sem ter me visto, e após eu recuar um passo para deixá-lo passar, ele deu uma paradinha, me cumprimentou com a cabeça. Eu respondi igualmente, e ele seguiu seu rumo.

Com tudo isso, eu fiquei com uma sensação curiosa, do tipo "eu vivo nessa cidade", um feeling de "part of the city", um tanto quanto incomum, mas ainda assim, boa. Divertida. Sem nem mesmo encontrar ninguém que eu conheça.

Eu me senti mais ou menos assim. Só que sem o cigarro.


Eu não quero me comparar a ele, até porque se o fizesse, eu não chegaria nem aos pés, ou aonde os pés dele pisaram, a intenção daqui não foi essa.

Quero dizer, ele viveu o final de sua vida em Nova Iorque porque dizia que adorava aquela cidade, que fazia parte dela. Eu não entendia como uma pessoa podia gostar de viver numa cidade-grande, não me fazia sentido.

Mas, quando se vive na cidade, longe de um computador, encontrando pessoas de verdade, você pode se sentir mesmo parte dela, e achar isso bom.

Que todos são parte de um conjunto maior. Até um lunático te meter 5 balas.

Enfim: isso foi o quê eu experienciei na minha segunda-feira, até voltar pra casa, ligar o computador e esquecer parte desse feeling todo.

K-2 desligando~

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Quem Nasce no Azerbaijão é o Quê?

(baseado em uma conversa baseada em fatos imaginários reais)

- Quem nasce no azerbaijão é o quê?
- Azerbai...porra.
- Azerbaijão? Porra, se você perguntar pro cara, nem ELE deve conseguir pronunciar.
- Azéri, Azerbaidjano, Azerbaijano, Azerbeijano, Azerbaidjanês, Azerbaijanês, Azerbeijanês... Viva a wikipedia!
- ...Prefiro "Hey, idiota". Mais prático.

- Ah, fácil! É que nem "baiano", só que com lasers.
E sem o L, porque ele morreu:
"Azerbaiano".
Daí coloca o "J" porque é um número legal:
"Azerbaijano".
Simples!


- ..."J é um número legal"?

- Meu favorito.

(isso pode ser considerado um "Moments"? Ah dane-se, duvido que vocês adivinhem qual cor me representa! 8D *haha*)

domingo, 19 de setembro de 2010

Hope I die before I get out?

People try to put us down... (talkin'bout my generation)
Just because we get around! (talkin'bout my generation)
Things they do look awful c-c-cold... (talkin'bout my generation)
Hope I die before I get old! (talkin'bout my generation)


Welly welly welly well caros leitores, vamos à uma seção de Reflexões Sobre a Vida às 10 pras 4 da Manhã (hora em que eu meio que pensei nesse post), como diz meu amigo Pato~

Conheço muita gente inteligente, que se importa com a política, com o planeta, com a humanidade em geral.
Claro, uma pra cada dez ignorantes que vão votar no Tiririca, mas ainda assim, até que é bastante gente...

Mas vejo que a maioria realmente se estressa muito com o rumo que as coisas tomam nesse planetinha dominado por formas de vida baseadas em carbono sem senso de sociedade e irmandade.

Não culpo eles! Quer dizer, o quê temos pra nos orgulhar atualmente da raça humana? A música está uma merda, as modinhas cada vez lavando mais o cérebro da garotada, os governos e políticos cada vez fazendo mais merda, aplicando falso moralismo sobre ecologia e reciclagem enquanto escondem destruições e extinções que poderiam ser evitadas SE ELES SE IMPORTASSEM COM ALGO VERDE QUE NÃO FOSSE DINHEIRO, e tem também a religião.
Aaaah a religião, cada vez mais unindo as pessoas de cores diferentes e criando um novo tipo de preconceito: contra as pessoas que pensam diferente, não importa a cor ou proximidade delas... (sinceramente, o preconceito por etnia fazia até mais sentido.)

Bem, mas deixemos a religião de lado, já ataquei bastante ela nessa redação.

Nada contra quem acredita em um Deus, eu também acredito (embora diferente do quê descrito em qualquer lugar). Só não deixo isso afetar meu relacionamente com outras pessoas. Eu não chutarei meus filhos de casa se eles acreditarem em Buddha, em Jah ou no Big Bang. Eu não venderei minha filha com 15 anos pra um cara de 30 que frequenta a mesma congregação. Retardados.

ENFIM! Esse não é o assunto de agora.

No meu penúltimo post, eu falei sobre o cenário mundial do ponto de vista musical, daqui há um curto tempo: apenas 50 anos.

Conheço muitas pessoas que adotam a idéia de "morrer antes de ver essa merda se realizar", de “viva bem e morra jovem”... Não vejo por que "desistir" assim!

Como eu disse para uma amiga que escreveu sobre isso esses dias:

"Pense em aproveitar sua vida com pessoas que valem a pena ao seu redor, dividir seus momentos com as pessoas que te forem importantes, promover a música de verdade e fazer o que puder pelo mundo ao seu redor, mesmo não podendo mudar nada!

Pelo menos é assim que eu vejo as coisas: Viva a vida de um jeito que não se arrependa e tenha feito o que você podia pelas causas que defendia. Sem se privar de nada que goste."


Ou seja, sim, a maioria das pessoas é uma merda. Mas não deixe isso estragar sua vida e ache pessoas como você! Vocês não vão mudar o mundo de imediato, mas têm direito de aproveitá-lo.

...Ou talvez eu só diga isso por estar excessivamente otimista desde Julho, e vá me arrepender de estar vivo pra ver o mundo quando tudo ficar ainda pior.

Why don't you all fade away? (talkin'bout my generation)
And don't try to dig what we all s-s-say? (talkin'bout my generation)
I'm not trying to cause a big sensation! (talkin'bout my generation)
Just talkin 'bout my generation... ...

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Como Você Está Se Sentindo Hoje?

Estava olhando o termômetro de humor pré-histórico que tenho atrás da minha porta (marcado em Feliz desde a AF em Julho), e tive idéia para mais um rock post, seguido de uma enquete, o esquema é o seguinte: Atribuí uma música a cada um dos 7 "graus" do meu termometro, e vocês respondem a enquete ao lado respondendo de acordo com a música que mais gostaram (não de como está seu humor). Nada complicado não é?

Ah sim, fiz questão de não escolher nenhuma das minhas 15 bandas favoritas (embora falte imperdoavelmente Pink Floyd, por que não me permiti 16?), usando um repertório de rock menos clássico e épico e mais... Nostálgico? Diferente? Não sei definir, mas são músicas que trazem algum feeling pra mim~

FELIZ

Fly by Night - Rush

ESPERTO

Carry On My Wayward Son - Kansas

CONFIANTE

Heart Full of Black - Burning Brides

COMPENETRADO

Wake Up - Mad Season

IRRITADO

B.Y.O.B. - System of a Down

DOENTE

Psycho Killer - Talking Heads

TRISTE

Creep - Radiohead

I love to present rock'n'roll in my blog. Enjoy it!

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

"I'd like to say thank you on behalf of the group and ourselves, and I hope we passed the audition!"

Título mais longo pra um post até agora~ .3.

Anyway, cá estava eu, entediado, reflexivo, pensando globalmente e ouvindo o inigualável The Who, quando tive um pensamento.

Não gosto de imaginar o mundo daqui há, digamos, 50 anos.
Um período de tempo muito curto, geograficamente falando, mas já é o suficiente para que todas as grandes bandas ainda vivas deixem de existir.

Daqui cinquenta anos, Nicko McBrain, Steve Harris, Janick Gers, Bruce Dickinson, James Hetfield, Lars Ulrich... Não estarão mais vivos.

Muito menos Jimmy Page, John Paul Jones ou Robert Plant.

Nem Marky Ramone, Steven Tyler, Ian Gillan, Roger Waters, Pete Townshead e Roger Daltrey, e nem Ozzy Osbourne ou Paul McCartney e Ringo Starr!!! Nem Angus Young!!!

Tudo vai estar acabado. Tudo.

Isso não é justo, já não temos tanta gente, são tantos nomes que nem posso nomear aqui.

E não tem ninguém pra substituí-los.
E nem seria possível também!

Estamos vivendo no CODA do rock'n'roll...
Para quem não sabe, é aquele último movimento de uma orquestra, aonde os instrumentos, que vinham abaixando e sumindo, explodem num último grito musical, para de repente cessar, de um segundo para o outro.

Mais ou menos como quando John Lennon decidiu puxar o plug do som em I Want You (She's so Heavy), sabe?

CODA também pode ser conhecido como o último disco lançado pelo Led Zeppelin... Que acabou da mesma forma que I Want You.

E não só a música, daqui cinquenta anos, quem vai se lembrar de Clint Eastwood? E Harrison Ford? E Bruce Lee??
As piadas de onipotência de Chuck Norris serão substituídas por Robert Pattinson??? PRO INFERNO! Tenho amigas que não fazem a menor idéia de quem é CLINT EASTWOOD!!!

Esse cigarro está na lista das armas mais perigosas na face da Terra... Na verdade, qualquer objeto que já foi tocado por Clint Eastwood entra nessa lista.

Será que quero estar vivo daqui à cinquenta anos?
Só se for isolado na minha casa de campo nos fiordes ingleses com um toca-discos, minha coleção de vinis aumentada e um bom chá. Hehe.

Eu me despeço de todos vocês, e deixo-os com nada mais e nada menos que a guitarra acústica alucinada de Townshead seguida pelos vocais assustadoramente penetrantes de Waters:


Afoguem-se e seu próprio orgasmo, beijos e desligo.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

B O R E D

Olá meus felizes (ou não) leitores! =D
Mês passado eu bati meu recorde de posts nesse blog... 10 posts! Me sinto... Nah, me sinto a mesma coisa de sempre, mas ainda assim, é algo legal.
Só queria chamar atenção pra esse fato curioso, já que acho que esse mês vai ser um daqueles sem muito o quê escrever sobre~ xP

Recordes pessoais a parte, dessa vez vou usar meu blog pra algo que eu evito veementemente: Falar de mim, é.

Quer dizer, ando E N T E D I A D O .

Não entediado a ponto de fazer um myspace, formspring ou twitter, se eu chegar a esse ponto de inutilidade vocês podem me matar. Sério.

Mas estou E N T E D I A D O , a ponto de... Pensar na vida e escrever músicas que nunca vou conseguir tocar.

Quer dizer, eu tenho quase 20 músicas escritas, mas minha habilidade musical não é suficiente pra tocar nenhuma~ xP
Alguém quer me ensinar a tocar acordes plz? Tudo que sei é memorizado de tablaturas, não por saber como fazer algo mesmo.
Quer dizer, posso tocar Blitzkrieg Bop, Pinball Wizard, Here It Goes Again, boa parte de Hells Bells, In the Flesh e Can't Stop... Mas nunca aprendi os básicos mesmo, nunca tive aula ou instruções...

Enfim, eu escrevo muitas letras... E só.
E também ando num momento romãntico tipo Somebody to Love by Jefferson Airplane, sabe? Just want find somebody to love, for real, cuz I've been in love before and I know that love is more than just holding hands, u know? Need a woman gonna hold my hand, won't tell no lies, make me a happy man! (ok misturei várias músicas nessa, liga não)
O resultado disso tudo? Letras românticas, claro, duh.

E vocês gostando ou não, vou publicar uma delas aqui! =D

[Heart Hungry for Love]
[by Bruno/K-2]

It's been a while now
Since I've been in love
It's taking a little too long since
The last time I've found love

I wanna some good times again
I wanna some love
Could somebody appear to me soon?
My heart's already hungry for love

I got a
Heart hungry for love
I can't endure my
Heart hungry for love
No, not alone at all
I wanna some love
Need someone to feed my
Heart hungry for love

He-he yeah, he yeah, he-he yeah, he yeah

I thought I'd found someone new
Finally I had a hope for my heart
Babe you give me back the light
But yeah, I guess it was not this time

it doesn't work that way, sorry honey, sweet heart
I need somebody that I can really love, since the start
All star shoes, torn blue jeans, punk soul but hippie hopes
A beautiful psychedelic mind, hold by a forehead rope
Do ya know what I mean?

It's been a while now, and it's taking a little too, too long, he yeah

I got a
Heart hungry for love
I can't endure my
Heart hungry for love
No, not alone at all
I wanna some love
Need someone to feed my
Heart hungry for love

Feed, oh feed my heart
Feed, oh feed me, beauty
Feed, oh feed my soul...


É isso, o ritmo seria uma mistura the Whole Lotta Love com Heart Full of Black, na minha mente, com uma quebra com ritmo de balada entre os refrões.
Hope you liked it (or not)! ^^
Cya e feliz 6/9!