"And now for something completely different..."

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Grafite

Grafite


Estou apenas repetindo a minha rotina. Acordei às seis da manhã, tomei meu café – as torradas ficaram torradas demais -, vesti as minhas roupas sociais de sempre e, como sempre, estava no ponto de ônibus cinco minutos adiantado. É sempre bom ser precavido, mas dessa vez o ônibus passou cinco minutos atrasado, e isso fez com que a minha conversa com meu vizinho durante a espera saísse da rotina – normalmente ele chega no exato momento em que o assunto está prestes a acabar – e acabei passando por uns bons cinco minutos de silêncio desconfortável.

Uma vez dentro do ônibus, sentei no meu lugar de sempre – meu ponto é o primeiro em seu caminho – e coloquei meus fones de ouvido. Meia hora depois ainda estava na metade do caminho, mas o ônibus já estava mais lotado do que provavelmente a lei permitiria. As vozes dos passageiros, o som da catraca girando indicando mais pessoas subindo para se espremerem, o barulho do motor do ônibus e o passar dos outros carros misturavam-se, tornando-se apenas um perturbado ruído de fundo que se tornava mais perceptível durante as pausas da música no meu celular. Subindo uma ladeira de casas antigas de muros baixos, o ônibus faz essa curva e é sempre pego por este semáforo, parando ao lado de um alto muro de um terreno baldio entre as velhas propriedades. E como sempre, lá estava ela.

“Ela” é a imagem no muro, virtualmente eternizada em tinta. Uma garota, de aspecto jovem, admiravelmente desenhada da cabeça até a cintura, aonde encontra o chão da calçada. Ela está nua, com as mãos cruzando-se e cobrindo ambos os seus seios. Caucasiana de longos cabelos castanhos em mechas esvoaçadas, suas cores são suaves e macias, ou assim tornaram-se com as chuvas e o tempo. Mas o que realmente prende minha atenção e me comove é a sua expressão; passa um sentimento maior do que a tristeza, algo que mistura desistência e conformação. Ela é um grafite de protesto, uma expressão de seu artista contra a violência e abuso infantil. Sempre que encaro essa imagem começo a ser tomado por um sentimento misterioso parecido com a nostalgia, e como sempre quando sinto que estou começando a entender o que é, o farol abre e o ônibus volta a se mover, deixando sua melancolia e olhares para trás.

Entretanto começo a pensar que somos parecidos, eu e a garota desenhada. Vivo neste dia-a-dia vazio, para sempre repetido, sem nunca realizar algo que eu sinta ser realmente importante ou significativo, e não tenho a quem pedir socorro. Mas mesmo se pudesse, não sei se mudaria alguma coisa. Estou eternizado nessa imagem, desistente e conformado, e assim para sempre continuarei, até o mundo parar de girar. Ou até o muro cair.

~


Apenas mais um desses textos escritos na faculdade... Mas eu realmente gostei, e acho que nunca ouvi tantos adjetivos e elogios quanto os que a minha professora de Comunicação e Expressão (aka Redação para designers) fez sobre ele... Até me perguntou o que diabos eu estava fazendo fora de um curso de Letras, hehe. Mas acho que tô no lugar certo sim, digo, uma vez que já estou em SP mesmo... Para quem leu, espero que tenha gostado!

Deixem comentários, e até a próxima~ :D

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Reflexão Religiosa

Olá meus prezados e estimados leitores que não possuem o bom costume de comentar em meus posts! :D

Num dia desses eu havia chegado cedo demais para a faculdade (como sempre ou chego cedo demais, ou tarde demais; nunca no horário), então havia decidido comer decentemente no shopping ao lado. Quando terminei meu prato ainda estava bem adiantado, então apenas fiquei ali, sentado, refletindo com os meus fones de ouvido...

Subitamente, estava com um humor receptivo, e senti como se um espaço tivesse acabado de se abrir no meu coração, esperando para receber algo ou alguém.

Foi nessa hora que eu pensei: "É isso! Eu quero acreditar em algo! Vou começar a acreditar... Em deus!"

Mas então nessas reflexões comecei a pensar que o deus do cristianismo não é lá alguma coisa legal em se acreditar... Quer dizer, se de acordo com o que eles dizem somos sua imagem e semelhança, então ele deve ser bem entediante.

Então decidi acreditar em algo maneiro!

Pensei em Odin, Zeus, as divindades cardiais japonesas, Dr. Manhattan...

Alguns são bem maneiros até, mas queria algo mais original em que acreditar.

Então decidi criar minha própria religião! Ela se chamaria... Maneirismo!

O Maneirismo iria venerar o deus que deixa as coisas mais maneiras: o Óculos Escuros!

Legal, bacana, naquele momento, eu tinha um deus em que acreditar. Até já tinha o nome da igreja: Templo Sagrado Maneirista do Supremo Óculos Escuros!

Certo, então, agora que eu tinha um deus, eu deveria agradecer pela comida, certo?

"Obrigado Óculos Escuros por mais esta refei- Peraí... Mas fui eu mesmo quem comprei essa refeição, com o dinheiro suado do meu pai! E ela foi feita por empregados querendo ganhar seu próprio dinheiro suado passando o dia em frente a um fogão! Não tem nada de divino nisso! Muito menos de maneiro! Se o mundo fosse maneiro, as pessoas seriam seus próprios chefes, e se houvesse algo de divino, não existiriam pessoas como Justin Bieber! Sem falar QUE DIABOS, óculos escuros são feitos pelos próprios humanos, e o quanto eles te deixam mais maneiro ou não, depende da idéia do design da pessoa que o projetou e dos traços do seu rosto que são determinados por uma combinação inimaginável de genes provenientes de seus progenitores que os trazem desde seus ancestrais!"

Então eu percevi que já estava questionando o próprio deus que eu havia acabado de criar, no qual eu estava decidido a acreditar...

Buets. xP

É, melhor eu continuar sendo ateu mesmo. Ou melhor, agnóstico, porque né. Deve ter algo de maneiro oculto no universo que nunca seríamos capaz de imaginar ou pensar sobre.

À essa altura o horário já tinha passado, então corri para a facul como um bom aluno, um bom menino, gentil, educado, variavelmente pacífico e sem deus ou religião nenhuma no meu coração. :)

Em memória ao Templo Sagrado Maneirista do Supremo Óculos Escuros
(17/10/2011, 18:29 ~ 17/10/2011, 18:33)
A religião com o histórico mais breve já registrado.

sábado, 8 de outubro de 2011

John e Yoko

Quem me apresentou a entrevista que me inspirou para esse post foi minha paraibana favorita, Priih Sixx~ =D

Interviewer: Why can’t you be alone without Yoko?

John Lennon: But I can be alone without Yoko, but I just have no wish to be. There’s no reason on earth why I should be alone without Yoko. There’s nothing more important than our relationship, nothing. And we dig being together all the time. Both of us could… survive apart but what for? I’m not going to sacrifice love, real love for any whore or any friend or any business, because in the end you’re alone at night and neither of us want to be. And you can’t fill a bed with groupies. It doesn’t work. I don’t want to be a swinger. I’ve been through it all and nothing works better than to have someone you love hold you.


Sempre tem aqueles fãs dos Beatles que dizem que odeiam a Yoko, que ela é a culpada pelo fim dos Beatles, que ela estragou a carreira do John Lennon, etc...

Não tenho nenhuma admiração pelo trabalho dela, nem acho relevante qualquer coisa que ela faça ou já tenha feito, e nem sinto vontade de defender ela. Mas pô, nada a ver isso aí. Os Beatles já vinham acabando anos antes, e pode-se colocar a culpa nos egos artísticos da eterna dupla Lennon/McCartney, eles não ficariam juntos por muito mais tempo, com ou sem Yoko, dava pra perceber. Foi apenas uma gota a mais no copo que transbordou pouco depois.

(Mas definitivamente concordo que a presença dela nos vídeos e músicas são bem incômodos, parece um fantasma. '-' rs)

Porém deixando isso à parte, à partir de todas as biografias e livros de relatos que já vi sobre a vida e carreira do mestre John, uma coisa era certeza: para ele, o fim da banda foi bom!

Ele estava infeliz no casamento com a Cynthia, infeliz com a pressão de ser um beatle, infeliz com suas próprias revoltas presas na garganta dele, impaciente com quase todos. Percebe-se a mudança pessoal que foi pro cara deixar os Beatles e começar sua carreira solo enquanto vivia com aquela japa cabeluda.

Só então conseguiu aceitar a infância e adolescência destruída que teve, cantar sobre sua mãe, sua madrasta, seus sentimentos, gritar com aquela voz linda que lambe minhas orelhas eróticamente enquanto ouço (má o quê? õ_O) tudo que já revoltou ele, que ele nunca antes compartilhou.

Depois de algumas confusões ("john's lost weekend"), teve então um filho com a Yoko, e se tornou tão feliz como pai que fez uma pausa em sua carreira para se concentrar em criar esse seu segundo filho. Ele não queria repetir a falha como pai que cometeu com o filho de seu primeiro relacionamento.

De acordo com John, 1975-1980 foram os 5 melhores anos de sua vida, anos passados apenas com Yoko e o filho Sean, e quando este já havia deixado de ser um bebê, John retomou sua carreira solo, lançando o álbum Double Fantasy e planejando voltar com tudo!

Então, como todos sabemos, um desgraçado lhe meteu 4 tiros pelas costas, acabando com todas as futuras canções, parcerias, retornos e obras que faria em sua vida, até hoje.

Enfim, o quê eu quero dizer é... Ele foi feliz, antes a realização dele do quê continuar numa banda apenas para agradar os fãs, enquanto as relações entre os membros se tornavam cada vez mais difíceis. Quer saber? Sou fã do cara a ponto de apoiar ele em tudo isso!

Parabéns, John Lennon, por pensar primeiro em você e correr atrás do quê você acreditava!


"Good to be older... Would not exchange a single day or a year!"

Talvez algum dia eu consiga encontrar minha Yoko e então as coisas comecem a se acalmar e melhorar na minha mente.
(só espero que seja muito diferente dessa Yoko aí, pq né! xD)

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Classicassos da Rádio #4 - Home

Olá meus prezados e pacientes leitores! :D
Já havia quase me esquecido o motivo pelo qual criei esta seção a qual faz tempo que não posto... Ter algo fácil para enrolar e não acabar ficando muito tempo sem postar!
Heh, fail. ^^"

Mas vamos lá! A música dessa vez é simplesmente... Lindíssima. Bela. Magnífica. Hippie. Pacífica. Nostalgica pelo futuro (?). Contém uma aura de um branco puro. Ela é...
Tá, parei, vocês já me entenderam. (ou não)

Ah, quanto ao vídeo, não vai dar para ver pelo blogger mesmo, mas é só clicar para ver no youtube. Me recusei a colocar para vocês um vídeo sem esse clipe lindo!

E quanto à letra, em rosa são as falas da mulher, em azul as do cara e em verde para ambos! o/



Home
as made famous by
Edward Sharpe & The Magnetic Zeros

Alabama, Arkansas,
I do love my ma and pa,
Not the way that I do love you.


Holy, Moley, me, oh my,
You're the apple of my eye,
Girl I've never loved one like you.


Man oh man you're my best friend,
I scream it to the nothingness,
There ain't nothing that I need.


Well, hot and heavy, pumpkin pie,
Chocolate candy, Jesus Christ,
Ain't nothing please me more than you.


Ahh Home. Let me come home
Home is wherever I'm with you.
Ahh Home. Let me go ho-oh-ome.
Home is wherever I'm with you.


La, la, la, la, take me home.
Mother, I'm coming home.


I'll follow you into the park,
Through the jungle through the dark,
Girl I never loved one like you.


Moats and boats and waterfalls,
Alley-ways and pay phone calls,
I've been everywhere with you.

We laugh until we think we'll die,
Barefoot on a summer night
Nothin' new is sweeter than with you

And in the streets you run afree,
Like it's only you and me,
Geeze, you're something to see.


Ahh Home. Let me go home.
Home is wherever I'm with you.
Ahh Home. Let me go ho-oh-ome.
Home is wherever I'm with you.

La, la, la, la, take me home.
Daddy, I'm coming home.


Jade
Alexander
Do you remember that day you fell outta my window?
I sure do, you came jumping out after me.
Well, you fell on the concrete, nearly broke your ass, you were bleeding all over the place and I rushed you out to the hospital, you remember that?
Yes I do.
Well there's something I never told you about that night.
What didn't you tell me?
While you were sitting in the backseat smoking a cigarette you thought was gonna be your last, I was falling deep, deeply in love with you, and I never told you til just now.

Ahh Home. Let me go home.
Home is wherever I'm with you.
Ahh Home. Let me go ho-oh-ome.
Home is where I'm alone with you.

Home. Let me come home.
Home is wherever I'm with you.


Ahh home. Yes I am ho-oh-ome.
Home is when I'm alone with you.


Alabama, Arkansas,
I do love my ma and pa...
Moats and boats and waterfalls,
Alley-ways and pay phone calls...

Ahh Home. Let me go home.
Home is wherever I'm with you.
Ahh Home. Let me go ho-oh-ome.
Home is where I'm alone with you...

~

Vale dizer que quem me fez descobrir o nome e a banda dessa música, além do clipe, foi a minha amiga Thays Linda. :D Embora ela ache que a música é dela, como todas as outras músicas que eu posto nessa seção, eu já havia ouvido várias vezes aleatóriamente poraí mas sem nunca prestar atenção no nome ou saber de quem era~

Desde que ela me passou o clipe, sempre que ouço essa música, não importa em que tipo de vibe eu esteja, muda completamente para "paz espiritual". ^^

Hope you like it! \x3/

domingo, 2 de outubro de 2011

Patrono

Esse post é patrocinado pela nostalgia e... Porque sim.

Acho que eu não preciso explicar o quê é um Patrono dentro do mundo de Harry Potter, certo? A forma animal que a magia Expecto Patronum ao ser realizada, que é diferente para cada um.

Havia terminado uma sequência de filmes e estava à toa quando encontrei um teste para descobrir qual seria o meu Patrono no facebook... Ok, let's try that.

O teste reune suas informações e pede para você lembrar de uma memória poderosa; sua memória mais feliz...

...Oh-oh.

A varinha rodava na tela enquanto eu subitamente fiquei com medo. Medo quando percebi que não vinha nada desse gênero à minha mente.

"Será que eu não tenho nenhuma memória assim?" pensei eu... E me forcei a fechar os olhos e tentar lembrar alguma coisa, qualquer coisa que me fizesse feliz...

Lembrei de vários momentos engraçados, risos e nonsenses com meus amigos, mas não era o suficiente... Eram apenas risadas, não poderiam ser minha memória mais feliz.

Lembrei de algumas coisas que foram realmente tudo pra mim há algum tempo atrás, mas ao mesmo tempo lembrei que essas coisas acabaram, então se tornaram tristes.

Meu medo foi crescendo... Estava prestes a me sentir desolado, quando meu coração foi se lembrando... E eu me surpreendi com a memória que veio.

Estava me despedindo dos meus pais, atravessei uma porta de vidro, caminhei por um corredor abobadado, e então entrei no avião.

A cada segundo do trajeto meu coração estava disparado. Eu tentava me conter, queria gritar e dar risada ao mesmo tempo... E finalmente o avião começou a decolar, a turbina fazendo cada vez mais barulho... Mas não tive medo, estava querendo rir, estava querendo chegar logo. Acima das nuvens, espiritual e literalmente, eu não pude mais me conter: soltei uma gargalhada sonora, e as pessoas me encararam.

Meus pés mal me respondiam enquanto saia do avião, caminhava pelo corredor, e enquanto esperava nervosamente minha mala passar pela esteira rolante. Quando finalmente a peguei, minhas mãos tremiam. Respirei fundo, era entusiasmo demais para aguentar...

...Mas até agora tudo isso foi sobre ansiedade, a felicidade que me lembrei veio quando vi o rosto da pessoa que não me esperava, o rosto da pessoa que eu tanto esperava ver pessoalmente, de perto.

O rosto era de surpresa, que se transformou num riso, que se transformou num choro, que se transformou em raiva, em vítima, num choro novamente e, finalmente, transmitia tanta felicidade quanto eu sentia. (embora ainda com um pouco de acusação e vingança)

Quando a memória passou, abri os olhos, atônito. Tudo aquilo já passou, eu era tão jovem, tão sem jeito, muito mais tímido e nunca sabia o que fazer... Não pensei que tivesse mais nada relacionado àqueles tempos na minha mente. E apesar de tudo, foi daonde veio a minha memória mais forte. Minha memória mais...

Feliz. :)

Depois disso o resultado do teste nem me interessou muito, mas para os curiosos:


Uma lontra! \o\~ LOL ~/o/
Não sei por que, mas vejo lontras como animais ululantes, hiperativos e sorridentemente bobos, além de molhados. Talvez eu fosse muito mais desse jeito antigamente... Tirando pela parte do molhado, por favor. ^^"

E desculpem pela seca de posts, minha falta de motivação para o blog é só um pequeno reflexo da minha falta de motivação para o dia-a-dia nessas últimas semanas.

sábado, 3 de setembro de 2011

07 de Setembro: Hora de Valer o Quê Foi Conquistado

O Povo tirou o Collor da presidência.
O Povo derrubou uma Ditadura Militar.
O Povo conquistou o voto direto.
E então, esse Povo se acomodou.

Mas não mais. Tá na hora de levantar o cu da cadeira mais uma vez e lutar pelos nossos direitos. Lutar para que a Constituição seja respeitada, seja feita valer, para todos. Inclusive os políticos.

Não é porque eles escrevem as leis que eles podem estar acima delas. A justiça deve ser igual, e não pender para o bolso mais cheio.

Dinheiro! Política é um dever civil, e não um emprego. Nos países europeus os políticos, até mesmo os presidentes, recebem menos ou tanto quanto um professor. Nossos políticos (assim como nossos eletrônicos, nossa energia elétrica, nossos impostos) são dos mais caros do mundo. Até quando o Povo vai permitir isso?

Chegou a hora de dizer um basta, as iniciativas e as peças serão postas, e o primeiro passo será dado, com O Dia Pela Independência!



"Chega de ficar calado e promover a impunidade de cada político corrupto que faz o que bem entende com o nosso dinheiro. Nosso objetivo é protestar contra a corrupção no Brasil e reverter esse quadro de impunidade que faz com que os políticos sujos continuem a abusar do poder que têm. NÃO DÁ MAIS. Então se você tem esse sentimento dentro do peito! Façamos o real Dia da Independência no Brasil!"
Mais informações:
http://odiapelaindependencia.blogspot.com/

Eu vou mover meu traseiro gordo e fazer o que sinto que devo como cidadão, fazer o que sinto que devo para não ficar com medo em pensar como vai ser esse país daqui há 20 anos; isso deve melhorar! Pois em casa cada um de nós somos apenas um, mas juntos na rua, somos TODOS.

BASTA!!!



Até Quando?
Gabriel o Pensador

Não adianta olhar pro céu
Com muita fé e pouca luta
Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer
E muita greve, você pode, você deve, pode crer
Não adianta olhar pro chão
Virar a cara pra não ver
Se liga aí que te botaram numa cruz e só porque Jesus
Sofreu não quer dizer que você tenha que sofrer!
Até quando você vai ficar usando rédea?!
Rindo da própria tragédia
Até quando você vai ficar usando rédea?!
Pobre, rico ou classe média
Até quando você vai levar cascudo mudo?
Muda, muda essa postura
Até quando você vai ficando mudo?
muda que o medo é um modo de fazer censura

Até quando você vai levando? (Porrada! Porrada!!)
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando? (Porrada! Porrada!!)
Até quando vai ser saco de pancada?

Você tenta ser feliz, não vê que é deprimente
O seu filho sem escola, seu velho tá sem dente
Cê tenta ser contente e não vê que é revoltante
Você tá sem emprego e a sua filha tá gestante
Você se faz de surdo, não vê que é absurdo
Você que é inocente foi preso em flagrante!
É tudo flagrante! É tudo flagrante!!

A polícia
Matou o estudante
Falou que era bandido
Chamou de traficante!
A justiça
Prendeu o pé-rapado
Soltou o deputado
E absolveu os PMs de Vigário!

A polícia só existe pra manter você na lei
Lei do silêncio, lei do mais fraco
Ou aceita ser um saco de pancada ou vai pro saco
A programação existe pra manter você na frente
Na frente da TV, que é pra te entreter
Que é pra você não ver que o programado é você!

Acordo, não tenho trabalho, procuro trabalho, quero trabalhar
O cara me pede o diploma, não tenho diploma, não pude estudar
E querem que eu seja educado, que eu ande arrumado, que eu saiba falar
Aquilo que o mundo me pede não é o que o mundo me dá
Consigo um emprego, começa o emprego, me mato de tanto ralar
Acordo bem cedo, não tenho sossego nem tempo pra raciocinar
Não peço arrego, mas onde que eu chego se eu fico no mesmo lugar?
Brinquedo que o filho me pede, não tenho dinheiro pra dar!
Escola! Esmola!
Favela, cadeia!
Sem terra, enterra!
Sem renda, se renda! Não! Não!!

Muda que quando a gente muda o mundo muda com a gente
A gente muda o mundo na mudança da mente
E quando a mente muda a gente anda pra frente
E quando a gente manda ninguém manda na gente!
Na mudança de atitude não há mal que não se mude nem doença sem cura
Na mudança de postura a gente fica mais seguro
Na mudança do presente a gente molda o futuro!

sábado, 27 de agosto de 2011

A Fantástica Teoria dos Alimões

Outro dia eu estava conversando com meu amigo Ian Casarim voltando da faculdade, e juntos criamos uma espécie de classificação universal para tudo e para todos. E pensar que tudo isso começou com uma conversa sobre alemães e um erro de gramática...

MAS DANE-SE PORQUE ESTÁ NA HORA DA SEXTA TEORIA CADOISLÓGICA DO BLOG!!! ~~Õ~~
Basicamente, o mundo é dividido entre Limões e Alimões.

Os limões são... Os limões mesmo e pronto.


Caso alguém não saiba o quê é um limão.

Os alimões são todo o resto, inclusive eu e você.

Como os alimões possuem uma grande abrangência, dentro deles há alguns subgrupos de suma importância:

Os Alimões Alimentíceos, Alimões Vivos, Alimões Limentíceos e Alimões Avivos.

Um alimão pode ser alimentíceo OU limentíceo, além de vivo OU avivo.

Alimentíceos: Todos aqueles que te alimentam (a=não / limentam=deixam você passar fome); ou seja, frutas, grãos, carne, vegetais... Tudo o quê você come que não seja um Limão.

Limentíceos: Todo o resto, como concreto, sua família, uma televisão, etc.

Vivo: Que possuem... Vida.

Avivo: Você já chegou até aqui, se esforce um pouquinho e descobrirá.

Mas aí começam a entrar algumas controvérsias...


"Hm, inteRResantê... IgnoRRe meu bigodê de papelôm e pRRossiga."

Por exemplo, se o indivíduo for um canibal, para ele, outros humanos seriam considerados Alimões Vivos Alimentíceos. Por outro lado, canibais normalmente não se preocupam em classificar as coisas.

Vamos então exercitar um pouco essa inovadora e genial classificação:

Beterraba = Alimão Avivo Alimentíceo
Frango = Alimão Vivo Alimentíceo
Sua mãe = Alimão Vivo Limentíceo (se você não for um canibal)
Asfalto = Alimão Avivo Limentíceo
Zumbi = Alimão Pseudovivo Limentíceo
(ninguém come zumbis... né?) Escargot = Alimão Vivo Pseudolimentíceo
(sério... quem come isso?) Limão = Limão

It's pretty much just like that.
Classe dispensada! o/

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Pedindo do McDonald's

Essa aconteceu hoje mesmo aqui em casa, enquanto eu tava aqui na minha, na boa, riléx...

Mãe: *entra no quarto* Bruno, vou pedir do McDonald's, o quê você vai querer?
Eu: Hmmmmmmmmmm... *gigantesca indecisão*
Mãe: Mas olha, vamos pedir POUCA coisa, é pra economizar e pedir no máximo um lanche cada um!
Eu: Lanche e batata, pode ser?
Mãe: Tá bom, só isso, um lanche e uma batata cada um. Vou pegar um Big Mac, e você?
Eu: Vê se eles tem o Chicken Bacon Onion! :D
Mãe: Esse é um daqueles lanches novos?
Eu: É sim, mais conhecido como cópia descarada do Burger King. (FATO)
Mãe: Também tem aquele tal de CBO, como eles falam, não é?
Eu: Mãe... O Chicken Bacon Onion É o CBO!
Mãe: Ah... Então acho que vou querer experimentar esse também, vou pegar ele e um Big Mac pra mim.
Eu: Então eu também, um CBO e um Big Mac! o/
Mãe: Certo, mas só isso! A lista já ficou maior do quê deveria, e a gente precisa economizar! E também tem sorvete na geladeira.
Eu: Na verdade não, eu comi o resto ontem...
Mãe: Já acabou? ... Então vou pegar um Sundae pra mim, de chocolate...
Eu: Pede um de caramelo pra mim também? *-*
Mãe: Tudo bem. Dois Big Macs, dois CBO's e dois Sundaes. Chega! A gente precisa-
Eu: Mas você ainda vai pegar as batatas, não vai?
Mãe: Não! Já ficou muita coisa, não vai dar pra pegar batata nenhuma dessa vez!
Eu: Ah, ok...
*mãe sai do quarto*

*10 segundos depois volta*
Mãe: Eu pego uma grande e a gente divide, tá bom?
Eu: Ok. :D

Resumo: FAIL, gastos e obesidade. \8º/

sábado, 30 de julho de 2011

Moments: Eu Sei Que Vocês Sentiram Falta...

Olá galerë linda! Faz muito tempo que eu não posto a seção Moments, então acumulou algumas coisas legais! =D

Caso tenham esquecido como funciona, esta seção trás diversas frases ou conversas curtas que eu tive e achei engraçadas! Aquelas que não trazem o nome do autor no final são de minha autoria mesmo~

No mais, sem mais. Vamos lá!

================================

"Diabretes são pequenas coisinhas vindas do inferno... Que nem esses sachês."

"Falta-me tempo para ser inútil! Não estou sendo inútil o suficiente, cadois."
(lyu)

"Então somos dois, Lyu! Não que não fôssemos dois antes. Mas agora somos mais dois do quê antes!" (sobre frase acima)

"Sabe o que me deixa DOIDO? ...Bem, MAIS doido? Pessoas."

"Sério? Mas e pudim?"
(biancardine, sobre frase acima)

"Pudim, ao contrário de pessoas, me faz bem. Pessoas têm muitas mais calorias." (sobre frase acima)

"Minha cama é o meu SEGUNDO lugar favorito do mundo inteiro... O primeiro é FORA DE CASA."

"Seriously, meu cérebro não funciona nas férias." (lyu)

"Eu também dizia isso, mas daí vi que ele não funciona na faculdade também. Então agora só digo que meu cérebro não funciona." (sobre frase acima)

"NÃO INTERESSA, VOCÊ TEM QUE SER FORTE QUE NEM O ENTEI!"
(tamiris)

"Um mundo sem sarnas... É um mundo melhor. Acho."

"YEAAAAAAAH!!! Mais álcool, menos sarnas!"
(java, sobre frase acima)

"SLOGAN NOW! Cervejaria dos Brother: Mais álcool e menos sarnas, por um mundo melhor!" (sobre frase acima)

"Tô há uma semana e meia tentando acordar ao meio dia... Tô há uma semana e meia falhando miseravelmente."

"Eu queria ir praí! Aí é quente, aqui é frio... Vamos trocar!"
(jyu)

"Ok, aceito... Troca aí então, champz! Quero ver comofass." (sobre frase acima)

"Intercâmbio... Entre estados?" (jyu, sobre frase acima)

"...Pô, assim fica fácil! E eu tava pensando em transferência de clima global. Por que eu sempre penso no jeito mais difícil?" (sobre frase acima)

"Por fora estou sorrindo... Mas por dentro estou realizando trocas gasosas e decompondo matéria orgânica à velocidade de um nó náutico."

"Sinta essa psicodelia monocromática com seus movimentos peristálticos!"

"Gosto é que nem braço: Uns tem... Outros não."
(java)

"Eu tenho um humor formal, de terno e gravata... SÓ de terno e gravata. As calças estão no chão em chamas."

"Um camelo é unidade, dois camelos é uma quarta de corcovas, três camelos é uma camelada, e mais do que isso é camelo pacarai."

"Conjuguem o verbo 'unicórnio', eu DESAFIO VOCÊS!"

"Nada como fazer algo extremamente saudável... E depois simplesmente DESTRUIR o conceito!"
(sobre salada de frutas com litros de leite condensado)

"Tô cheio de ácido lático circulando pelos meus músculos..."

"Quê?"
(jyu, sobre frase acima)

"EU TÔ ESTOURADO, PORRA!" (sobre frase acima)

"Eu não gosto de futebol porque é um esporte lento... Passam-se 42 minutos sem nenhum jogador baixar sequer UM terreno!" (sobre magic vs. futebol)

"E minha mãe ainda me pergunta por que eu gosto tanto daqui... TEM TOALHAS QUENTINHAS!!!" (jyu)

"Toalhas quentinhas são uma ótima desculpa pra qualquer coisa. Até pra começar guerras!" (sobre frase acima)

"Eu não sei lidar com pessoas formais. Meu cérebro, veja bem, foi tirar férias com meu rinoceronte no Alasca, e o que ele deixou foi uma tentativa de máquina substituta improvisada com um esquilo, um barbante e uma torradeira.

...E a torradeira tem crises de identidade pensando que é um dodô."


================================

That's it! Espero que tenham gostado, e deixem coments! :D

No mais, sem mais. Até mais!

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Vinis do Led Zeppelin

Hey guys! Só algo que eu queria compartilhar aqui:
Esses dia eu saí do CFC e fui para o centro com o intúito de procurar umas camisetas novas de bandas... Queria principalmente algumas do White Stripes e The Who.

Não achei uma variedade legal por aqui. Tsc.

Mas, eis que eu olho de soslaio para a seção de vinis da loja em que eu estava e encontro, bem à frente dos demais discos: LED ZEPPELIN II! OMG!!! NEM NA GALERIA DO ROCK EU HAVIA ACHADO ESSE!

Quando tiro ele dali, qual disco que estava logo atrás dele?
O LED ZEPPELIN III!!!

Resumindo: voltei para casa com os dois vinis debaixo do meu braço e um sorriso na cara.

E eles também tinham o álbum PRESENCE! Mas não tava com dinheiro para comprar os 3~ D:
(vou voltar assim que puder torcendo para ainda estar lá)

Meu sonho de possuir a discografia do Led em vinil está aos poucos se realizando! *---*
O Physical Graffiti que eu tenho, o único disco duplo do Led, tem uma história muito triste... Quando meu pai, na minha idade, comprou ele, a loja estava fechando... E dias depois quando foi ouví-lo, percebeu que ambos eram o Disco I. Ú_Ù


Enfim, bjos e qjos e percevejos e azuleijos e maleijos e aleijos, gente! o/

Mas eu ainda tenho que ir na Galeria do Rock comprar as camisetas que eu quero, só preciso de companhia~ >_<

terça-feira, 26 de julho de 2011

Whitestripezado!

BANG!!!

Depois de 2 anos e 4 meses usando minha simples, agradável e elogiada gama de cores verde e azul aqui no blog... Como devem ter percebido, resolvi whitestripezar o lugar todo.

Clipe mais estiloso e foda de todos os tempos!!!

Eaí, o que acharam do novo visual do blog? Deixem coments com suas opiniões plz! :D

K-2 desligando com tanta força que nem um exército de sete nações poderia detê-lo! \o/

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Prefiro Ser...!!!

“Não tenho nada contra pessoas normais. Só que elas são... Sem graça.”
- John Lennon

Há muito tempo percebi que não me encaixava nos padrões das pessoas, e ficava meio de fora das atividades dos grupos mais normaizões. Foi aí então que percebi que as pessoas diferentes faziam coisas mais divertidas, tinham conversas mais engraçadas e interessantes, e entre elas eu era mais bem lembrado.

Atualmente, não tento mais nem falar por aí com pessoas que sejam "normais demais", e apenas converso com pessoas que me parecem... Diferentes, destacadas. E num mundo aonde o normal chega a ser tão fútil ou interesseiro, ou egoísta, cruél... Ser diferente pode ser muito bom, quando no bom sentido, claro.

Eu gosto de pessoas peculiares, com todos os seus defeitos, não importa. Foda-se se você é atrapalhado(a), fala de um jeito esquisito, tem uma aparência que atrai olhares tortos na rua ou te julgam como um WEIRDO assim que você se levanta. Eu acho mais divertido conhecer pessoas assim, acho que valem muito mais e são amigos(as) mais verdadeiros(as), até na distância, até quando nem se passa tanto tempo assim com a pessoa.

“A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.”
- Charles Chaplin

Eu vejo a vida bastante como um filme de cinema. Quero conhecer personagens legais, me encontrar em papos ou situações absurdas, com participantes que trazem todas as suas características, bizarras e interessantes, para as cenas. Quero SER um personagem divertido e que fique na lembrança de alguém, ou que pelo menos deixe a cena brevemente mais legal.

Não estou dizendo como se cada um fosse o protagonista de seu filme, muito pelo contrário... Porque aí, tendo todas as luzes focadas na gente, somos todos ainda desinteressantes demais pra ser o centro de um filme, seria até bem chato.

Estou dizendo como se cada um de nós fosse um personagem de um grande filme, e cada um de nós tem seu papel, aonde temos nossas cenas curtas ou participamos de cenas maiores. E eu procuro me cercar de pessoas assim, esquisitas. E também sou assim, esquisitão. Num sentido que eu acho muito mais divertido e gostoso que o “normal”.

Posso dizer que, se eu converso com você e digo que sou seu amigo, é certeza que eu te acho uma pessoa legal, com quem aprecio compartilhar a cena. Afinal, eu sou na minha demais pra protagonizar qualquer coisa, então preciso de pessoas realmente divertidas que criem a cena em que eu possa estar tentando deixar ainda mais legal, interessante, ou nonsense. Quero divertir, enquanto eu me divirto.

Não como se a vida seja apenas para ter graça... Mas acho que o importante é ter um sorriso no final da coisa toda. Afinal, isso tudo só pode ser uma grande comédia.



“So always look on the bright side of death
Just before you draw your terminal breath
‘Cause life's a piece of shit
When you look at it
Life's a laugh and death's a joke, it's true
You'll see it's all a show
Keep 'em laughing as you go
Just remember that the last laugh is on you!”

- Monty Python

quinta-feira, 21 de julho de 2011

A Moment of Peace After the Thunderstorm...

Olá a todos! Como vão de férias? Como devem ter reparado (or not) eu fiquei meio ausente do meu blogzinho aqui... A real é que eu posso ter mascarado muito bem (pelo menos a maior parte do tempo), mas estive muito deprimido nos últimos meses.

Mas finalmente posso dizer que, pelo menos por um dia, eu realmente me senti completamente curado... Não sei como será amanhã, ou depois... Mas só de ter lembrado a sensação de ter meu coração leve como o vento novamente, sem nenhum peso como uma âncora por trás de cada sorriso meu, foi maravilhoso.

TRILHA SONORA, DJ!!!

You were only waiting for this moment to be free!

Esse vai ser um post meio confuso, já que eu quero desabafar muita coisa boa mas ao mesmo tempo não quero revelar nada demais. @_@ Já os deixo avisados.

O lance começou com um esquema aí meio súbito, com uma pessoa que eu não esperaria, mas foi só isso. Estamos conversados e sabemos bem o quê foi e não será. Longe de dizer que foi algo ruim, foi na verdade muito bom, mas por algum motivo, depois... Me senti mais deprimido do quê nunca, sentindo ainda mais falta de algo que já passou há muito tempo.

E o pior que me senti ainda mais hopeless, porque pensei "Porra! Se até com isso eu não me sinto melhor, e até piorei, nada mais poderá me fazer sentir bem, nunca!"
Então foi nesse 'climão manero' que eu fui no primeiro dia de aula do CFC (Curso de Formação de Condutores), tudo normal demais e talz... Tirando que um antigo colega aqui do condomínio em que eu moro caiu na mesma sala que eu. Trocamos uma idéia no intervalo e beleza, voltei pra sala, troquei idéia com um pessoal aleatório da frente... Começou a ficar legal, e então... Ficou bem legal.

Sabe quando você pensa "Nossa, adoraria ter a oportunidade de conversar com essa pessoa, ela é bem diferente..." (e, numa sala aonde todas as garotas são do tipo "jaqueta com capuz de pelo e maquiagem", diferente é MUITO bom), e, então, essa oportunidade lhe é jogada no colo e você pula e a toma no último segundo?

Já falei demais, mas enfim... Era meio dia e eu estava tão avoado que voltei pra casa a pé pelo caminho mais longo, sem conseguir parar de sorrir até depois de ter chegado em casa~ ^^" É incrível como às vezes acontece de um esbarrão influenciar tanto em todo o meu humor de forma tão rápida e direta! Nunca vou entender essas mudanças por coisas pequenas que eu tenho. Pequenas como uma simples conversa um tanto quanto divertida. =]

E todo o caminho de volta foi cercado por uma magia musical aleatória que só deixou meu coração mais e mais leve e meu sorriso maior! Peraí, deixe-me explicar:

Coloquei os fones do meu cel e selecionei Beatles no >>ALEATÓRIO<< para tocar... Começou com Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band, e essa é uma música que emenda com outra no final, então sempre que ouço no aleatório fico bolado porque não dá a continuidade... Exceto uma vez que tocou a música seguinte do álbum homônimo no aleatório e eu achei muito mágico, mas quais as chances de isso se repetir?

Pois então, repetiu! E veio em seguida With a Little Help From My Friends!

Então, para meu espanto e surpresa, veio a terceira música do álbum, como que em ordem: Lucy in the Sky with Diamonds! Mas o mais mágico dessa vez foi que, no meio da música, durante todo aquele LSD sonoro... Passei na frente de uma casa daonde era possível ouvir uma criança brincando com um xilofone! Vocês tem noção do quanto isso foi surreal???

Daí veio a quarta música, Getting Better. É a seguinte do álbum também, e embora traduzisse perfeitamente como eu me sentisse na hora, comecei a duvidar de que eu tinha posto mesmo no aleatório. Pô, aí já era demais! Não podia ser, meu celular devia ter pirado (o quê não seria nenhuma surpresa), e toda essa ordem mágica de músicas devia ser só uma ordem normal.

Mas em seguida começou Hey Jude, provando que a seleção de mais de 80 músicas dos Beatles estava mesmo no aleatório, e fechando toda a magia com chave de ouro enquanto eu chegava em casa! Subi as escadas do meu condomínio sob sol quente, vento forte e cantarolando "Naaa, naa, na na na na! Na na na na! Na na na naaaa!"

E é isso! Me sinto... Bem.


Obrigado por compartilharem o meu primeiro ótimo dia em muito tempo com vocês! :3

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Engolfados

Desceram aos trancos íngreme barranco
Levando aos prantos com sombrio encanto
Aonde pisam trazem tamanha terrível sina
Qual tudo de mais belo e tranquilo abomina

Cavalgando aproximam-se sombrios errantes
Das terras de Mordor - aonde as trevas se põem
Mesmo que dos mortos desenterrem tal frio
Como nunca visto antes, só erram ao atravessar o rio

Até que as marés do cinzento a eles se opõem
E os mandam afogados de volta ao Inimigo que os pariu!


(Rima Hobbit por Bruno/K-2)

Sim, estou lendo a Sociedade do Anel, e quem precisa de um deus quando se tem um mago que derruba 9 Cavaleiros Negros?

terça-feira, 31 de maio de 2011

Só Pra Maio Não Ficar Com 1 Post Só...

Como vocês devem ter notado a fase de alta de posts no blog deu uma parada, e...
É, só isso, sem mais nenhuma explicação.

Essa aconteceu há algumas horas atrás saindo da facul:
(pode ter sido modificada e encurtada pela minha memória)

Eu: *enrola trabalho de desenho e prende com elástico pq esqueceu a pasta* Olha, posso constranger as pessoas no trem olhando pra elas com isso como se fosse uma luneta!
Ian: Hahaha, faça isso... Mas "luneta"... Esse nome parece tão errado!
Eu: É, deve ter um outro nome mais científico e galilelístico...
Ian: "Galilelístico"?
Eu: É... Galileu Galilei, o cara que inventou o telescópio!
Ian: Mas o telescópio é pra ver os planetas, e não dá pra ver a lua com uma luneta. O que é decepcionante uma vez que ela se chama "LUneta".
Eu: É, mas é só lembrar que a que os piratas usam é a luneta, e a que os astronomos usam é a...
Ian: ...A astroleta!
Eu: Então seguindo essa lógica a luneta é da lua e os piratas usam uma piraleta?
Ian: É, e os encanadores usam canaletas.
Eu: ...E as cavaletas... São dos cavaleiros?
Ian: Não, as cavaletas são dos cavalos.
Eu: Então um cavaleiro tem seu cavalo e o cavalo tem a sua cavaleta?
Ian: Exatamente.
Eu: E quem usa muletas?
Ian: As mulas, duh.
Eu: Hahaha, ainda bem que eu nunca usei uma muleta!
Ian: Isso só porque você não é uma mula.
Eu: Valeu... Eu acho. Peraí! E quem trabalha com letras?
Ian: Usam gramaletas, eu acho.
Eu: Ainda bem, seria estranho dizer "letraletas".
Ian: Hahaha, letraletas! E tem as tetas.
Eu: Bem colocado, de quem são as tetas?
Ian: Acho que são do telhado!
Eu: Não, do telhados são as telhaletas.
Ian: There's no such a thing!
Eu: Hahaha ok, mas as tetas são da letra T! O T tem duas tetas.
Ian: ...Não tem não, só se for serifada.
Eu: Tá, o T tem uma teta a não ser que seja serifado, daí tem duas.
Ian: Mas essa teoria não funciona com o resto do alfabeto...
Eu: Claro que vale, o T usa as tetas, o R usaria as retas...
Ian: ...E o S usa as setas!
Eu: E o B usa betas! OMG! DE REPENTE TODO O MUNDO PARECE ESTAR FAZENDO UM SENTIDO MUITO BIZARRO!!!
Ian: OH FUCK! E você dizendo que nossas conversas não dão em lugar nenhum!
Eu: Pra sorte da minha pouca sanidade restante sua casa é bem aqui e essa conversa não seguirá em frente, falou, até amanhã.
Ian: Hahaha, até amanhã John.
Eu: *pega o trem e começa a mexer no browser da minha mente, selecionando alguns arquivos e jogando na lixeira quase cheia de coisas que não consigo esvaziar, quando de repente uma janelinha "popou" com uma palavra...*

A palavra é "POTRANCA".

(?????????????)

Ainda bem que não pensamos nas roletas. Mas faltou as borboletas!

terça-feira, 10 de maio de 2011

Aquela Há Muito Tempo Atrás Com o MP4

Tava aqui virando uma madrugada regada à sobras de pizza fria e whiskey quando me lembrei de um momento que aconteceu muito antes de eu sequer pensar em ter um blog... E achei que valesse a pena escrever aqui pruma rapidinha. (se bem que da última vez que eu disse 'rapidinha' acabou levando uma hora e-)

Não lembro se eu ainda estudava no Instituto Sagrada Família ou se já havia começado a estudar no Pentágono... O quê significa que isso aconteceu em uma das sétimas séries. Ou não, pode ter sido até mesmo no 1º ano, minha memória varia entre muito precisa e muito drogada.

Eu usava um MP4 branco esquisitão comprado nas Casas Bahia que parou de funcionar em menos de 18 meses e que eu guardo até hoje para destruí-lo em alguma explosão caseira... Mas enfim, lá estava eu, me preparando para ir para a escola numa daquelas manhãs que começam bem acizentadas, e coloquei meus fones de ouvido... No ouvido.

Quando estava para abrir a porta, notei que um dos meus cadarços estava desamarrado e me abaixei para amarrá-lo. Quando me levantei para abrir a porta e sair, começou a tocar na ordem aleatória Ready Steady Go!, da trilha sonora do primeiro e infiel Fullmetal Alchemist, com aquele jeitão de "vou sair numa aventura e arregaçar todos os cús do mundo!"~ xD

"Ready steady can't hold me back... Ready steady give me good luck... Ready steady never look back... Let's get started, ready steady gooooo!!!"

Saí do meu apartamento me achando um aventureiro fodelador de cús alheios.

O fail foi que o elevador demorou uma penca para chegar, e quando cheguei no térreo a música já estava até acabando, e ainda por cima notei que estava chovendo razoavelmente~ xP

Então me agachei, abri minha mochila, tirei meu guarda-chuva barato dela, e quando saí do hall, abri o frágil aparato e as gotas começaram a fazer barulho em seu tecido negro, Ready Steady Go! acabou e começou lindamente o lindo instrumental inicial de It's Gonna Rain, da trilha sonora incomparável de Rurouni Kenshin (aka Samurai X)... Uma música que eu simplesmente adorava ouvir de madrugada e me imaginar deitado na grama sob uma forte chuva durante o shogunato do Japão medieval...

Olhei para o bolso aonde se encontrava o meu MP4 e disse: "Hmmm... Safadinho!"

Se ele pudesse responder, aposto que diria algo do tipo~

O mais engraçado é que na hora, pra mim, ele saber o quê estava acontecendo e escolher a música certa para o momento enquanto estava dentro do meu bolso aonde NÃO PODERIA ENXERGAR NADA me pareceu mais improvável do quê algo inanimado estar fazendo isso de alguma forma, rs.

E fazia tanto tempo que eu não ouvia nenhuma música japonesa, tinha até me esquecido que tinha algumas realmente muito boas assim. É, foda-se, eu gosto~ :P

Well people, goodbye and peace! :D
E como eu já coloquei na descrição do meu blog uma vez há muito tempo atrás: "Daisuki na, hito ga tooi... Toosugite nakitaku naru no! Ashita me ga, sametara hora! Kibou ga umareru kamo GOOD NIGHT!"

sábado, 30 de abril de 2011

Cosmic Movie: O Sonho da Morte

Esse foi um sonho meio tenso que eu tive ontem que depois de contar para os envolvidos a minha amiga Lyu disse que achou a trama cult, psicológica e digna de virar um curta metragem... Ou ela só tava com muito sono mesmo, rs.

Aviso que o sonho é tenso... Teve momentos ótimos mas no geral não foi muito legal, embora no geral tenha sido ótimo com momentos não muito legais. (?)

Aviso também que vou contar na íntegra mesmo envolvendo outras pessoas e foda-se! Aliás, "Cosmic Movie" porque a Bia disse que ouvindo essa música do Doors enquanto eu contava o sonho pareceu meio que combinar, hehe.

Bem, lá está o K-2 (eu), andando de bicicleta no Parque Central aqui do lado de casa, uma coisa que eu tô muito afim de fazer já faz algumas semanas, mas não faço há quase ou mais de um ano. É verão e está muito quente. Estou numa descida livre a milhão quando de repente me sinto fraco e minha visão fica turva, largo então subitamente a bicicleta e apago enquanto sou lançado no ar. o_O *sefodeaínegão*

Acordo depois na grama com o meu amigo Pato, surgido do nada, me balançando e perguntando frenéticamente "Cara, acorda, aonde tá a chave da salada???"

Ooook. Tudo bem, tudo bom, descido ignorar esse desmaio e vou pra casa, mas magicamente meus pais ficaram sabendo do tombo (talvez porque eu estivesse todo ralado, né) e decidem contra minha vontade me levar ao hospital para ver se tá tudo bem. Deve estar, né?

Resultado: Não. É câncer. '-' (do quê era eu não sei, não falou ou não lembro)

Tenso... Antes de começarem a planejar os tratamentos e etc, eu decido ignorar tudo veementemente e continuar indo pra faculdade. Beleza, vamos relevar tudo.

Lalala mimimi lá estou eu atravessando a rua aqui perto de casa em frente ao Habib's totalmente distraído ouvindo música nos fones de ouvido em último volume quando sou putaqueparivelmente atropelado. D'oh!

Acordo X semanas depois, numa sala branca de hospital, com meus pais ali. Eles parecem preocupados, e então o médico vem falar comigo. Aliás esse médico parece a porra de um Cullen purpurinado, mas vamos ignorar isso, né? õ_O

Ele fala umonte de coisa que eu não consigo prestar muita atenção, mas por fim ele diz "...e então aproveitamos que estava inconsciente para começar o seu tratamento."

...

Confiro relutantemente com as minhas mãos que eu estou careca. Oh shit... Depois de me acalmar, peço pros meus pais me trazerem minha boina inglesa para eu ficar usando.

Passo mais X semanas no hospital. Minha prima Bia vem me visitar, meus pais trazem meus livros, quadrinhos, meu material de desenho e etc... Enquanto isso faço tratamento atrás de tratamento... Até que um dia recebo uma visita totalmente inesperada... Minha última ex, parecendo preocupada.

Bem, resumindo acho que disse algo como "deixe pelo menos eu morrer feliz bem longe sem você na minha cabeça" ou algo indelicado do gênero porém necessário para minha sanidade mental naquele momento. Well well well~ xP

Depois de todos os tratamentos, os médicos começam a parecer cada vez mais sérios, até que o protótipo de Carlisle diz que minha situação não está melhorando, e tudo que podem tentar são tratamentos radicais com pouca chance de obter algum sucesso até que eu morresse na cama do hospital. Assim mesmo, na cara dura.

Converso com meus pais e aviso que vou desistir dos tratamentos, descansar em casa e depois viajar por um tempo ou algo assim. Quando saio, ganho um óculos de sol de grau redondo verde que eu havia pedido para eles, coloco minha boina e meu sobretudo já que o inverno já havia chegado e ligo para os meus amigos Pato, Quejinho e Capelo, e para a minha prima. Vamos viajar, para o sul! /o/

Antes de ir peço para minha prima não falar nada sobre a doença pra ninguém. Quando me perguntam sobre o cabelo curto, porém já na minha orelha, respondo que foi um impulso.

Não lembro como nós fomos para o Rio Grande do Sul, mas chegando lá somos recebidos pelas nossas grandes amigas Lyu e Juh, e a Lyu meio que alugou uma casa realmente enorme e com piscina pra todo mundo morar junto nas férias! \8º/

Então as coisas ficam, realmente, muito boas. Todos os dias são superdivertidos. Mesmo todos nós sendo muito complicados, estranhos e peculiares, acabamos convivendo muito bem.

A Lyu por algum motivo era sempre o centro das atenções, sempre surgia com uns papos e músicas loucas e todo mundo fica conversando e brisando com ela~ (Luiza musa pop! -q)

O Quejinho variava entre carismática e divertidamente estranho ou extremamente recluso e anti-social, preferindo às vezes ficar desenhando ou cagando. Mas quando surgia nas conversas tudo sempre ficava muito mais bizarro e hilário.

A Bia ficava frequentemente reclamando que não tinha chocolate o suficiente na casa, enquanto o Capelo ficava constantemente alertando sobre as despesas de todo mundo, hehe~

A Juh ficava na dela, mas sempre participativa com algumas agressividades gratúitas, enquanto o Pato... Era o Pato. Sempre constrangendo todo mundo como costuma fazer. xD

Já eu... Ficava bastante na minha, rindo e acompanhando todas aquelas cenas que me pareciam tão lindas e valiosas, tomando chá ou chocolate quente. Ou vodka. :D

Uma das cenas que me lembro bem foi num dia peculiarmente quente, embora tivessemos ido para o sul justamente por ser inverno... Estávamos todos na cozinha, e eu começo uma divagação que eu queria compartilhar sobre... Sei lá, marmotas e prolixidade?

No meio da divagação de pé ao lado da pia enquanto todos ouviam chega a Lyu roubando a atenção de todo mundo: "AI GENTE VAMBORA! MÓ SOLZÃO, BRISA VERDE, BORA PRA PRISCINA!" (wait. brisa verde?!)

Todo mundo sai correndo desembestado pelo corredor que levava para fora e eu fico ali sozinho terminando de falar comigo mesmo enquanto sorrio de olhos fechados coçando a barba "Blablabla... *todoscorre* ...e vocês não precisam ficar me ouvindo se não quiserem."

Abro os olhos e a Juh aparece perguntando "Que diabos você tá fazendo aí falando sozinho, seu estranho?" e me estende a mão. "Em matéria de estranho, todo mundo aqui bate o recorde. Mas acho que você não devia se surpreender comigo, né?" respondo, dando a mão e deixando ela me arrastar pra piscina. Então no meio do caminho ela começa a apertar o passo e quando percebo estamos correndo, lerdo eu pergunto "A gente vai pular???" e ela não responde, só fica rindo e correndo cada vez mais depressa. Seria uma daquelas belas cenas de férias se ela não tivesse tropeçado a poucos metros da piscina, e com todo mundo olhando, ao invés de me soltar e me deixar viver, me segurou me levando pro chão junto. Aquele adorável chão de piscina feito de pedras afiadas e malígnas. 8|

Resultado: Sangue. Alguns minutos depois estávamos os dois enfaixados e cheios de curativos à beira da piscina, com todo mundo ali rindo e conversando.

De fato a brisa era meio verde, tudo parecia iluminado por uma luz articial quase que imperceptivelmente esverdeada... Ou isso ou usamos absinto. -Q

O dia já ia acabando quando o Quejinho começou a peidar na piscina, soltando bolhas atrás de bolhas, rindo pra caralho. A Bia, que tava do lado dele, sai da piscina quase que chorando, o Pato sai morrendo de rir dizendo "WTF Qjn!", e o Capelo fica ali tentando bancar o machão viril, até que o Quejinho começa a PEIDAR CADA VEZ MAIS e também começa a peidar com o suvaco, e o Capelo também sai dizendo "Porra, Qjo! xDD"

Eu, que estava à beira da piscina por causa dos curativos, apenas me levanto. Então tudo fica turvo, eu fico fraco e desmaio denovo.

Pouco depois, acordo na cama do meu quarto na casa alugada, e me perguntam se tava tudo bem. "Sim, sim... Acho que só me levantei muito rápido", respondo. A Bia me olha meio que preocupada, mas não fala nada pra ninguém como prometido. Logo ia começar a última semana de férias de todo mundo, e ficamos sabendo que em Gramado, cidade com altos níveis de chocolate e frio delicioso de RS, está nevando.

Todos decidimos desalugar (essa palavra existe?) a casa antecipadamente e ir passar a última semana em Gramado!
*--*

Chegando lá, nós alugamos tipo UM HOTEL SÓ PRA GENTE. O Capelo ficou falando de despesas denovo, e eu só ficava fazendo dívidas para daqui alguns meses~ (fdp)

Enfim, numa bela noite que foi dita a mais fria do ano, fomos comer num chalé de fondue super bacana que eu já visitei na realidade, que tem três rodadas: Dois calderões de queijo derretido com pães para acompanhar; duas chapas com 3 tipos de carne pra você preparar; e por fim dois calderões de chocolate derretido com diversas frutas pra você mergulhar! *¬*

A Bia teve reações semi-orgásticas com o chocolate, o Capelo disse foda-se e filou junto com o Pato quase toda a carne, a Juh ficou bem na dela tirando quando espetava alguém com os garfos, e a Lyu recusou tomar refrigerante, mas quando ofereceram vodka eu e ela aceitamos de bom grado, rs... Ah, e o Quejinho sujou quase a mesa inteira com queijo derretido. xD

Eu fiquei observando e rindo com todo mundo, foi tipo a noite mais linda e divertida da minha vida... E então, voltamos para o nosso hotel (é tão badass dizer isso BD), todos super cheios e morrendisono, e cada um foi direto pro seu quarto desmaiar.

Acabei acordando bem cedinho, umas 6 da manhã com o sol nascendo dando mó iluminação pseudo-azulada e escura pra tudo, me sentindo meio que desconfortável. Ainda deitado na cama, ouvi claramente um pequeno som de sininhos, como guizos. Pensei "PQP, essa porra tá assombrada!", mas depois pensei racionalmente e me levantei. Quando fiquei de pé, me senti bem fraco. Fui até o banheiro me arrumar, coloquei duas blusas, meu sobretudo, minha boina e meu óculos verde redondo. Reparei que meu cabelo já havia crescido até o queixo, e como não havia feito a franja nenhuma vez, ele estava com o comprimento uniforme e se dividia certinho de um jeito muito foda, embora a minha cara estivesse péssima.

Desci as escadas do hotel até a recepção, tudo ainda estava meio escuro e azulado, e enquanto descia as estreitas escadas ouvi o som de guizos novamente. Lá pedi por um cappuccino e fui me sentar numa das mesas do barzinho que tinha na recepção. Fiquei ali, dei apenas um gole no cappuccino e aproveitei a manhã gelada e obscura. Enquanto ouvia o som de guizos pela terceira vez, olhei para a minha bebida e, com os dedos, desenhei no chantily um rostinho sorrindo, tipo :).

Finalmente, morri.























Ainda debruçado sobre a mesa com o cappuccino à minha frente, por um tempo permaneci subconsciente ali, não sei dizer quanto tempo foi, até que depois dessa eternidade fracional, ouvi vozes preocupadas ao meu redor como se tivessem me encontrado ali, mas não entendi nada do que disseram. Depois, não ouvi mais nada.

Então não sei quanto depois eu acordei, com uma gripe fudida, sentindo dor em todos os músculos e dor de cabeça, e mais tarde o Rodrigo, um dos integrantes do nosso foderoso trio da facul, disse que havia me passado a gripe "cancerosa" dele. Tenso. @_@

Bem, acho que a lição que podemos tirar disso tudo é que... Hmmm...

Aquele papo de que "se você morrer no seu sonho você nunca mais vai acordar" é pura balela. o/

Só fiquei me perguntando o sonho inteiro como meus amigos ficariam por eu não ter contado nada pra eles, e nem pude descobrir... Afinal acho que o K-2 do sonho fez o melhor, se tivesse contado, o clima ia ser mó complascente e ninguém ia se divertir tanto.


:)

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Classicassos da Rádio #3 - Don't Stop Believin'

E vamos ao 3º post da seção Classicassos da Rádio! \o/

O clássico dessa vez voltou para as antigas: um single do álbum Escape de 1982, do grandioso Journey! Aliás, foi praticamente a "música de sucesso" da banda, rs. Pesquisando parece que essa música também foi interpretada naquele tal de "Glee". Se você só reconhecer por causa do seriado... No cookies for you today.



Don't Stop Believin'
as made famous by
Journey

Just a small town girl
Livin' in a lonely world
She took the midnight train going anywhere
Just a city boy
Born and raised in South Detroit
He took the midnight train going anywhere

A singer in a smoky room
The smell of wine and cheap perfume
For a smile they can share the night
It goes on and on and on and on

Strangers waiting
Up and down the boulevard
Their shadows searching in the night
Streetlights people
Living just to find emotion
Hiding somewhere in the night

Working hard to get my fill
Everybody wants a thrill
Payin' anything to roll the dice
Just one more time

Some will win, some will lose
Some were born to sing the blues
Oh, the movie never ends
It goes on and on and on and on

Strangers waiting
Up and down the boulevard
Their shadows searching in the night
Streetlights people
Living just to find emotion
Hiding somewhere in the night

Don't stop believin'
Hold on to the feelin'
Streetlights people...

~

Definitivamente adoro essa música... Sempre achei que ela exala ânimo e esperança e mimimi~ :'D
Espero que tenham gostado, e até o próximo post! o/

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Malditos Humanos e Suas Necessidades Básicas!

Enquete no DeviantART

Não sei por que coloco esse tipo de opção de resposta nas enquetes que eu faço... A maioria sempre vai responder essa opção ao invés de responder a sério.

Uma dica se você quiser saber mesmo a resposta das pessoas: Evite isso.
Ou vai ver, algumas das que responderam, falavam mesmo sério~

sábado, 2 de abril de 2011

"The End" - or Just a Beginning for These Two?

(Esse post não tem nenhuma relação com nada, okay? .-.)

Aqui estava eu, insone durante a madrugada antecedente ao Show do Ozzy, contando as horas e minutos restantes (naquele momento, faltavam aproximadamente 17 horas e 50 minutos para o grande show do pai do heavy metal!), quando entrei neste site:

http://www.abbeyroad.com/visit/

Ele transmite ao vivo, 24 horas por dia, a câmera de frente para a faixa de pedestre no lendário Estúdio Abbey Road, em Londres! Já havia entrado antes, mas tempo que observei não aconteceu nada demais.

No entanto, dessa vez nem pude acreditar o momento que eu pude pegar abrindo esse site às 3 e meia da manhã! (sendo 7 e meia da manhã em Londres)

Começou bem simples, lá estava eu, observando os carros, os táxis britânicos, os eventuais ônibus fodônicos de 2 andares... Seria cômico se passasse um New Beetle, não acham? Enfim. Até que um casal de pedestres entrou no campo de visão da câmera e deram um tchauzinho para a mesma. Que tipo de pessoa eles acham que fica observando esse site às 7 e meia da manhã??? Opa, peraí... rs

Daí o homem vai até o meio da rua segurando a câmera, e sua companheira atravessa a faixa enquanto ele a fotografa. Haaah, legal! *-*

Então é a vez do homem, ele deixa a mochila na calçada, a mulher vai para o meio da rua com a câmera e o fotografa enquanto ele realiza a lendária travessia! /o/ Quase chorei de emoção me imaginando no lugar deles! *desmaia*

Ficaram lá só conversando, então eu fui responder minhas janelas no MSN. Quando volto ao site... VIIIIIIXE! Ele está ajoelhado em frente a ela, os dois logo em frente da faixa imortalizada pelos Beatles! Pedido de casamento bem na Abbey Road, QUE LIDO, MANOLO! T0T9

Aliás, essa é uma idéia GENIAL, vou levar anotada comigo! :)

Depois disso eles conversam, tiram mais algumas fotos do estúdio e saem do campo da câmera... Provavelmente não aconteceria mais nada, afinal, é ao vivo e incrivelmente aleatório, como fui pegar logo um momento tão gay quanto esse? *--*

E é aí que, pouco depois, o mesmo casal passa, o cara dá outro tchauzinho pra câmera, eles atravessam a faixa e vão embora de novo, de mãos dadas~ :3

K-2: Hummm... Será que eram atores contratados pela gravadora para entreter os stalkers? *senso conspiratório*

Biancardine: ... Sim, porque eles sabiam exatamente a hora que você entrou, e acordaram um time de atores só para lhe agradar.

K-2: Ah, vai saber se rolou um horário de pico por coincidência e falaram "Cem pessoas! Chame os atores!" -n

Saquem esse ônibus ao fundo! Essas casas! Essas árvores! Esse clima! Definitivamente, eu me mudaria pra Londres.

Ah meu, até me animei depois disso. Um dia, vou ser eu filmado por essa câmera, acompanhado por sabe-se lá quem for! :) *gay* (não eu, o momento) -q

Quem precisar de mais provas do quê aconteceu além dessa screenshot, hoje ainda fica nos registros do site o quê aconteceu nas últimas 24 horas, em "ARCHIVES". Está entre 7-8AM, eles entram a partir das 7:30AM. Depois entre 8-9AM, no comecinho, passou um grupo com uma hippie muito estilosa, hehe. Mas tudo isso só vai dar pra rever nessas 24 horas, quem ler isso aqui depois, não reclame!

Mano, sei que me senti muito stalker, será que é assim com quem assiste Big Brother em Pay-per-View? ^^"
Enfim! Mas chega de stalkear os turistas e londrinos! Fui! xD
E APENAS 16 HORAS E MEIA ATÉ O SHOW DO OZZY!!! FUCKYEAH!!!

"And in the end... The love you take... Is equal to the love... You make!" ♪

terça-feira, 29 de março de 2011

Bye Bye Baby

This is my goodbye, now I’ll leave those things about us far behind… But if I eventually bump into you again through the ways we’ll choose, I’ll really bless this life.



Woke up thinking 'bout you today... (like everyday)
Why does it have to be this way? (it still can be different)
We drove each other crazy (always in the good way)
Bye bye babe, bye bye baby!

Well I guess it's over and it's done... (I'd like to disagree)
We had some good times: we had fun (and you know that we're unique)
We drove each other crazy (it used to be in the best way)
I'll always love you!

Bye bye baby, babe bye bye
Bye bye baby, don't you cry
Bye bye baby, babe bye bye
Bye bye baby, don't you cry

Woke up thinking 'bout you today... (like I'll always do)
Felt sad and lonely (don't you?)
We drove each other crazy (and I loved it)
I'll always love you baby!

Well I guess it's over and it's done... (I hadn't a chance)
We had some good times: we had fun (and you know we still want it)
We drove each other crazy (I never meant to do this in the bad way)
I'll always love you! (and you know you'll love me!)

Bye bye baby, babe bye bye
Bye bye baby, don't you cry
Bye bye baby, babe bye bye
Bye bye baby, don't you cry

Babe bye bye
Oh Yeah

Bye bye baby, babe bye bye
Bye bye baby, don't you cry
Bye bye baby, babe bye bye
Bye bye baby, don't you cry

Bye bye bye... (oh, but I'll wait for you...)

quinta-feira, 24 de março de 2011

"Malditos Humanos!"

"Justiça de SP determina que Kassab explique cálculo para aumento da tarifa de ônibus."

Por que eu não fiquei sabendo de nada disso? Por que não ouvi os jornais de televisão manifestarem uma palavra sobre isso? Quer dizer, certo que eu nem ligo minha tv (até porque ela está quebrada há quase meio ano e não dou a menor falta), mas perguntei pra minha mãe que vive em frente desse aparelho e ela disse que não viu nenhuma matéria sobre o assunto...

Me lembra uma certa coisa sobre "eles tem que ser burros, isso, eles tem que ser burros, não podem perceber o quê eu estou fazendo!"... Será que lembra mais alguém?

Pelo menos se eu soubesse de algo assim acontecendo, teria tentado participar, com certeza. Quer dizer, não é de agora que eu me importo com esse assunto que tantos consideram "chato".

Com todo esse assunto e a cartum do post linkado acima, também me lembrei de um grafiti que costumo ver num muro de São Paulo quando pego o ônibus para ver minha namorada. Fala sobre um índio pataxó assassinado por filhos de políticos de Brasília, que hoje estão livres. Não sei se é o mesmo caso, mas pesquisei e achei essa notícia:

"20 de abril de 1997, comemorações do Dia do Índio. Cinco moleques da classe média de Brasília, com idades entre 16 e 19 anos, queimam vivo, "por brincadeira", o índio pataxó Galdino Jesus dos Santos enquanto ele dormia numa parada de ônibus do Plano Piloto. No mesmo ano, a presidente do Tribunal do Júri de Brasília, juíza Sandra de Santis Mello, altera a classificação desse crime de homicídio para lesão corporal seguida de morte.
Por causa da decisão, os rapazes ficam livres do júri e o julgamento passa a ser de competência de uma vara criminal. A opinião pública se rebela. Surgem manifestações contra a decisão da juíza, inclusive de organizações internacionais. Ouve-se, por todos os cantos do país, que os acusados foram beneficiados por causa de sua classe social e que eles deveriam receber penas exemplares."

(fonte: http://ciberguerrilhamidiatica.blogspot.com/2007/04/dia-do-ndio-em-braslia.html )

Se puder numa futura visita tento tirar uma foto de dentro do ônibus... É muito bem feito, embora já esteja velho... Engraçado que esse grafiti fica perto de outro muro aonde tem um cartaz escrito "Quem sabe vota Kassab". Hahaha, acho que se soubessem não votariam não, viu?

E por fim encerro com um vídeo que me foi passado pelo mesmo colega de faculdade que vive dizendo a frase-título desse post:



Depois dessa acho que deveríamos passar a dizer... "Malditos macacos!"

Mas aí estaríamos generalizando, e eu acho que um chimpanzé não merece ser comparado com o lixo humano, principalmente o lixo político brasileiro.

"Tsc, tsc, tsc... Esses tais de Homo sapiens, viu?"

Dois Anos Cadoislógicos!!!

Olá, e bom dia, boa tarde ou boa noite, meus pouco-numerosos leitores!

Como vocês não devem fazer a menor idéia, há exatamente dois anos atrás, neste mesmo 24 de Março, eu estava iniciando o Cadoislogismo! E eu não fazia idéia de que isso chegaria tão longe: Mais de duas dezenas de seguidores (isso sem contar aqueles que lêem sem seguir por não ter conta ou outra razão) e também MAIS DE 8000 visualizações de página!! Para quem achava no primeiro post que contaria o número de leitores nos dedos das mãos ou no máximo nos dos pés, quem diria, hein?

O caso é que ano passado, quando meu blog completou um ano, eu estava numa situação tão digna de pena que deixei a data passar em branco... Mas ok, hora de compensar! O esquema é troca equivalente nesse baguiu, mermão! Alquimia na veia! (wut?)

Para comemorar esses dois anos de Cadoislogia, fiquem com essa imagem fofinha:

Tem algo mais fofo do quê um filhote de coelho numa xícara? *0*


Só isso, voltem sempre.











Rá! Tu trocou de porta, mano!



O post de dois anos não pode acabar tão fácil assim, mas eu não tenho muito mais o quê falar agora... Então neste caso farei de minhas palavras, minhas palavras.

Isso significa...
Hora da parada TOP TOP TOP TOP TOP! *referência a 31 Minutos*

Serão duas TOP lists, uma com os 5 melhores posts do primeiro ano esquecido do Cadoislogismo, e então outra com os 10 MELHORES POSTS DESTE ÚLTIMO ANO! \8º/ woo!

Vamos lá:

TOP 5 CADOISLOGISMO
24 de Março de 2009 ~ 24 de Março de 2010

Em 5º lugar temos o primeiro post sério e de crítica à sociedade que eu escrevi, logo no primeiro mês de existência do blog... Certo que tá mais pra crítica a uma única pessoa burra, mas também é válida para muuuuuita gente.

Em 4º lugar uma pequena história que aconteceu comigo no médio quando uma professora que me conhecia do fundamental foi escolhida para ser a nova professora de matemática... Eu pessoalmente gostei mais dos comentários, são fatos puros, rs.

Em 3º lugar elegi um post bem nonsense sobre aleatoriedade... Além de não fazer o menor sentido para as mentes menos privilegiadas (ou mais sãs), serve para burlar a mim mesmo no limite de 5 posts no TOP 5, porque eu escrevi muitas "Teorias Cadoislógicas" no começo do blog e neste post tem links para todas elas! Quem quiser, está convidado(a) a divirtir-se com a minha nostálgica estranheza! ;D

Em 2º lugar um ótimo post de final de ano! Não, eu não faço posts de Natal ou ano-novo, então é apenas um post que acho que fechou 2009 com imagens legais e muito senso de humor. :D

E, em 1º LUGAR, um post que na época me disseram que tinha sido o melhor que eu havia escrito até então... E de fato foi! Pensei e registrei 31 hipóteses (prós, contras ou apenas curiosidades), caso a moeda corrente do nosso país fossem... Cocos. Ganhei até um comentário do legendário, estequiométrico e talvez até um pouco afetado Doutor Fábio! xD

Isso encerra a Top List do primeiro ano esquecido do meu querido blog... Antes de irmos para a próxima vamos fazer uma pausa, respirar um pouquinho e ver mais uma imagem fofinha:

Own, que cãozinho lindo e- OH FUUCK!!! Mr. Cloudfeets! Shit! Shit! Shit!

Enfim, ignoremos esse erro e vamos ao que interessa!

TOP 10 CADOISLOGISMO
25 de Março de 2010 ~ 24 de Março de 2011

Em 10º lugar, um post resumindo as minhas férias de Julho de 2010, que vou te contar, foi uma das melhores! E, definitivamente, a mais nerd. xD

Em 9º lugar escolhi um post curtinho e com imagens originais baseado numa conversa que tive com uma boa amiga (que aliás não vejo há algum tempo D:) sobre métodos para conseguir dormir... Originou o banner dos Carneiros Jedis Sem Calças que ficou no topo do blog por algum tempo! /o/

Em 8º lugar temos uma crítica demonstrando minha opinião pessoal sobre o conceito de "vício" e preconceitos... Infelizmente foi baseada numa discussão que tive com alguém que já foi muito próximo de mim e alguns amigos, mas que hoje, se afastou de todos nós por não aceitar e lidar com a idéia de que alguns de nós bebem e são ateus ou agnósticos. ''/

Em 7º lugar um relato aonde descrevo um dia peculiar que tive, e tento passar a estranha sensação que me tomou naquele momento de prazer com algo tão simples como tomar vitamina de banana num barzinho de frente pra rua~ =]

Em 6º lugar temos mais um post sério do qual gosto bastante, por ser otimista. Nele pode parecer meio pessimismo de minha parte dizer que não podemos mudar o mundo, mas o otimismo está no fato de que ainda podemos aproveitar nossa estadia nele fazendo as coisas certas para nós mesmos e com nossos amigos, e não ter do quê nos arrependermos por isso.

Em 5º lugar, um tributo a banda que praticamente me criou junto com meus pais e minha família: OS RAMONES! \o/

Em 4º lugar, um post que meio que comprova que não é preciso ter LSD no sangue pra viajar loucamente olhando um copinho de plástico! Isto é, se você acreditar que nenhum LSD está envolvido... Veja e decida por si mesmo. ^^"

Em 3º LUGAR, uma crônica (ou seria um simples relato?) recente e devo admitir que melosa também, baseada inteiramente em fatos reais! ♥

Em 2º LUGAR... Preparem-se... Aconcheguem-se o máximo possível em sua cadeira/banquinho/assento/pedra/escravo e abram sua mente para tentar imaginar, ou melhor, SENTIR a profundidade da brisa... Caso você consiga, pode ser uma viagem sem volta. Como dizia Albert Einstein: "Uma mente aberta para novas idéias nunca volta ao seu tamanho original", ou seja, uma mente arrombada por um pênis de dörgas estará fudida eternamente! -Q

E, em 1º LUGAR, em poucas palavras: O SONHO MAIS LEGAL E VIAJADO QUE JÁ TIVE! Envolve Led Zeppelin, concertos musicais monstruosos, algas psicodélicas e uma mesa de chá como a do Chapeleiro Louco! (não esqueçam de ver o link para o desenho do sonho no final do post!)

Feliz aniversário, Cadoislogismo! \o/


E é isso, agora que os dois anos do meu blog foram devidamente honrados, vou explodir-me para a estratosfera aonde vou conversar com o gato e o sapato sobre a dívida de aluguel das calças sociais da dona Glória, que é uma morsa. (goo goo g'job!)
*pula dentro de uma caixa e fecha a tampa*
*silêncio*
*abre a tampa segurando uma xícara de chá*
Teria um pouco de açúcar para emprestar, vizinho de fora? 8D

quarta-feira, 16 de março de 2011

Moments: Éssi Êmi Éssis e Êmi Í Êmis

É um fato amplamente conhecido em algumas culturas baseadas em carbono que quando você está completamente entediado, possui quase 100 mensagens de graça para usar até o final do mês e é dono de uma mente cuja sanidade possa ser questionada, costumam sair coisas engraçadas ou no mínimo curiosas... E assim começamos mais um Moments, completamente baseado em mensagens de texto!

================================

"AEAEAE consegui meu Kotemon! /o/ Depois de derrotar 4 Aquilamons! XD E a biologia foi pro saco." (Qjn depois de ter dito que ia sair pra estudar)

"Capelo, tua namorada tá reclamando de fome e que quer você, então eu tive uma idéia: aparece aqui de gravata e com uma bandeja de pernil. Só de gravata. 8|"

"Meu suvaco tá com cheiro de sopa." (Qjn, do nada)

"Você me dá medo às vezes." (sobre mensagens repentinas do Qjn)

"Vai, trem filho da puta, vai!!" (Marina, sobre a pergunta "já está chegando?")

"Oi Cadois meu Rattata é incrível, okthxbye." (Qjn, do nada, de novo)

"Eita porra, você vai como praí? Tá bom, mas pode pegar a minha nuvem voadora emprestada amanhã!" (Capelo, sobre o quanto eu demoro pra chegar na minha faculdade)

"Eu não conseguiria subir nela~ =\" (sobre mensagem acima)

"Somos nós que estabelecemos movimentação horizontal constante em pleno ar, ó grande praticante das artes ocultas!" (Qjn, sobre "é nóis que avua, bruxão!")

"Tente se passar por uma que será chamado pras festas de pijama! \o/" (sobre só ter garotas no cursinho do Capelo)

"Cuidado, atrás de você!! É o meu tédio com torpedos de graça!"

Também dá pra mandar a mesma mensagem para várias pessoas e ver quem manda a melhor resposta:

"Se fossemos estrelas coladas no céu noturno, olharíamos para baixo e desejaríamos ser as luzes de postes que veríamos todas as noite ou estaríamos ocupados demais queimando gases em materiais mais pesados?"

"Eu diria que estaríamos de cabeça quente demais pra isso." (resposta do Capelo)

"FDP INTERROMPEU A MINHA MÚSICA!" (resposta do Qjn)

"Depende. Se fosse uma estrela depressiva, ela desejaria ser qualquer coisa. Mas se fosse uma estrela feliz e gay, ela se preocuparia em explodir arco-irismente." (resposta da Bia)

"Me disseram que basta colocar 'arco-íris' no nome da doença que ela soa mais agradável, ou menos feia, tipo 'câncer arco-íris' ou 'AIDS, Arco-Íris Deficiency Syndrome'... Mas Diarréia Explosiva de Arco-Íris não soa nada agradável." (outra mensagem grupal)

"Gonorréia Arco-Íris: uncool." (resposta do Qjn)

"Não mesmo. Parece que a pessoa comeu corantes multicoloridos, talvez assim soasse divertido pra criatura... Ou não. xD" (resposta da Bia)

"Comeu M&M's e dinamite!" (sobre resposta da Bia)

================================

E é isso, espero que tenham gostado!
Agora, fiquem com a imagem de uma estrela explodindo arco-irismente:

M&M's e fusão nuclear manolo! RIARIARIAR

Até a próxima! :D