"And now for something completely different..."

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Sonho da Banda

Esse foi um sonho muito estranho que eu tive semana passada... Se bem que eu acho que bato quaisquer recordes quando se trata de sonhos super-detalhados e estranhamente-vivídos... Deve ter algo a ver com a minha Teoria Multidimensional, mas anyway...

Nesse sonho teve 3 pessoas que eu acho que vi mas não vi, 3 vezes no total... Esquisito.

E também tem 3 dados que ocorreram de fato no dia anterior ao sonho e que influenciaram nele:
1. Fui ver Alice no País das Maravilhas do Tim Burton.
2. Assisti o vídeo do show dos Beatles no terraço da Gravadora Apple, aonde o John Lennon usa uma guitarra acústica amarelada bem pálida e maneira.
3. Baixei as últimas 20 músicas que desconhecia do Led Zeppelin, entre elas "Tea for One" e "Hots On for Nowhere".

No sonho, meu amigo Luiz, que tá numa banda já faz uns anos aí (e toca muito, só pra constar), havia brigado com a banda dele e eles se separaram, então ele veio me procurar, porquê nesse sonho, eu tocava muito também... (foi aí que o sonho começou a fugir da realidade~ xD)
Então ele veio na minha casa. Que era um museu. Desses MUITO SURREAIS, tipo, todo branco, com vários quadros abstratos multi-coloridos em paredes que não pareciam existir porquê as paredes, tetos e chão eram brancos, com escadas de ponta cabeça e portas no teto.
Ele veio com a idéia de nós dois montarmos uma banda, legal, eu topei de primeira! =D

Tínhamos muitos amigos em mente que queríamos chamar pra banda (parece que no sonho todos meus amigos tocavam alguma coisa), então a gente queria fazer uma seleção pra saber quem era "digno" de entrar na nossa banda. O quê fizemos como teste? Chamamos TODO MUNDO QUE A GENTE PODIA SE LEMBRAR para um...
Chá das 5.

O plano era analisarmos como as pessoas lidavam com suas xícaras e torradas (?), para saber quem era mais britânico pra entrar na nossa banda. (???)
Nessa parte eu não lembro muita coisa, mas tinha uma mesa looooooooooonga e *MUITA* gente, mas eu não reconhecia quase ninguém, só olhava de relance e pensava que reconhecia ou então olhava com o canto de olho e quando via era outra pessoa que eu também só vi de relance... Não reconheci muita gente nesse sonho, mas sabia que tavam lá. (isso faz sentido pra vocês?)

Então teve uma GUERRA DE COMIDA!
Xícaras e torradas e coelhos pra todo lado!
Nessa hora eu tentei procurar três pessoas que eu queria avaliar pra banda: O Qejinho, minha prima, e a minha amiga Biela. Nesse momento foi a primeira vez que eu acho que vi mas não vi os três, foi meio de relance também, ou não.

Então teve um daqueles lances esquisitos de sonhos que cortam de uma cena pra outra, e na outra cena a banda já tava pronta e eu tava nos bastidores no meu camarim (bagunçado, lógico) esperando pra entrar no palco. Eu tava sentado numa daquelas mesas de diretor com um papel de tablatura num tripé de aço na minha frente, lá tava escrito o nome da banda, que era Tea For One (Chá Pra Um), e a primeira música começava com um solo muito impossível, mas que eu sabia tocar, que se chamava "Hots On".

Terminei de me preparar, peguei minha guitarra acústica amarelada e pálida (igual aquela do Lennon), sai do meu camarim e fui em direção ao palco, passando por 3 outros camarins da banda, e foi nessa hora que eu vi mas não vi os 3 pela 2º vez, eu olhava pra frente e me preparava para encarar o público, então não olhei de fato para os camarins, mas acho que era ou não era os nomes do Qjn, da Bia e da Biela que estavam neles, mas não tenho certeza.

Subi as escadas, que deram num palco que na verdade era uma grande varanda de um prédio cinza e velho e caindo aos pedaços que ficava no meio de um terreno enorme no meio do nada, tirando o público de milhares de pessoas cercando esse prédio, que tinha telões nas outras 3 paredes para todo mundo ver como se nós estivéssemos dos 4 lados ao mesmo tempo.
Milhares...
Milhares de pessoas...
TODAS de verde ou vermelho.
E a platéia se mechia como algas numa maré, uma hora os verdes levantavam e se mechiam enquanto os vermelhos se abaixavam, e depois o contrário, pro outro lado... Algo bem peculiar devo dizer.

E tinha muita gente no palco também, tava uma zona...
Tinha a banda, que devia ter umas 5 ou 6 pessoas, um coro com umas 20 ou 30 pessoas, uma orquestra (?), sem falar de diversos assistentes de palco, correndo prá lá e pra cá ajeitando as coisas. Daí eu pensei:
"Pô. Que zona." D:
Dei uma rodada básica olhando em volta só pra me situar, e foi aí que vi mas não vi os 3 pela 3º vez. Não prestei muita atenção nos membros da banda, sabia que tinha eu e o Luiz como guitarristas, os outros eu vi mas não vi mas afinal suponho que sejam o Qjn, a minha prima e a Biela mesmo, ou não, e mais 1 ou 2 randoms~

O intúito da rodada era olhar em volta rapidamente para ver se tava tudo no lugar (o quê definitivamente não estava), mas então a gente começou a tocar anyway, e foi aí que o sonho cortou denovo, ou eu acordei.

3...3...3... Acho que vários "eus" em outras dimensões cantaram pela metade "The Number of the Beast"~

(quem se interessar, eu fiz um desenho sobre esse sonho, e o Qejinho coloriu, acho que resume bastante coisa... xD)

5 comentários:

Marcelo »QeJiNhO disse...

hell yeah. Guarde essa ideia q Tea For One eh um otimo nome d ebanda fikdik

Marcelo »QeJiNhO disse...

MALUUUUUCO IDEIA SUBITA E REPENTINA QUE TEMQ SER REGISTRADA RS

Tea for one = T41

sou um jenio.

Bruno/K-2 disse...

Eu já tinha pensado nisso tbm~ xD

Marcelo »QeJiNhO disse...

sel men tirozo rs

Bruno/K-2 disse...

Seriously. xD