"And now for something completely different..."

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Teoria Multidimensional

O nome completo seria Teoria da Realidade com Relação Multidimensional, e é uma das muitas teorias que ando criando recentemente... Mas a mais constantemente comprovada...

MAS VAMOS ABUSAR DO CAPS LOCK PORQUÊ É HORA DA QUINTA TEORIA CADOISLÓGICA DO BLOG!! ~~Õ~~ (ignorando 31 hipóteses sobre alguma fruta tropical e nada prática de se carregar aleatória aí)

Para quem não sabe, foram as Teorias Cadoislógicas que me fizeram começar esse blog... Se você nunca as leu, facilito aqui para fins... Bem, facilito aqui:
Contradição
Conspiração e 1 e -1
Família Chinesa
Passarinho Morto Voando

Vamos ao que interessa... *caham*
[Modo Dr.Antonelli=ON]
A Teoria da Realidade com Relação Multidimensional se baseia no princípio das diversas coisas aleatórias, triviais ou frívolas que tem acontecimento em nosso dia-a-dia... Quer dizer, uma vez se aceitando como comprovada e real tal teoria, apenas haveria a suposição de que essas coisas seriam fúteis, passando a serem consideradas pseudo-levianas, pois uma vez com base na Realidade com Relação Multidimensional, NADA ACONTECE POR ACASO OK.

Imaginem que o Big Bang ocorreu para todos os lados, ou seja, também se abriu toda uma gama de dimensões, infinitas e intrínsecas entre si, mas ainda assim sem nenhuma relação visual. Simplificando pra linguagem popular **dogueto**, "aí, brow, tá ligado, o baguiu fez BUM e pronto, temos infinitas dimensões, uma completamente diferente da outra, morô? Mas é o siguintolis, toda dimensão tem sua versão de você, beleza? Sussa então é nóis, na paiz."

O quê o nem-tão-instruído-e-que-não-possui-PhD.-como-eu Mano Brunow quis dizer no final, é que cada uma das infinitas dimensões tem um reflexo da sua existência, uma outra versão de você, de cada um de nós... Numa delas você pode ser bem parecido com você mesmo, mas ser do sexo oposto, na outra você pode ser uma criatura quadrúpede com milímetros de comprimento e um chapéuzinho de aniversário com formato fálico na cabeça. As possibilidades são infinitas.

Claro que o quê um "você" faz não implica/não ressoa em outro "você"... Mas infinito é uma letra bem grande, e às vezes, por uma mera coincidência que acontece com muita frequência, um número inimaginavelmente grande de "vocês" podem estar fazendo ou sentindo a mesma coisa no mesmo momento, o quê implicaria numa certa ressonância que por fim te leva a alguma sensação banal ou pensamento aleatório.

Vamos aos exemplos~

1. Vários de você no universo multidimensional estão dormindo nesse momento. Mesmo você tendo dormido bem a noite toda, você está sentindo sono denovo, como reflexo desse acúmulo dimensional.

2. Vários de você estão numa caçada sanguinolenta envolvendo machados e paus-com-prego. Repentinamente você sente uma vontade de decapitar algum herege.

3. Vários de você morreram ou foram desmembrados nesse momento. De repente você se sente exausto e acabado, ou seu braço dá cãibra.

4. Acordeu se sentindo o fodão? Aqui você não é nada, mas há vários de você sendo nomeados Reis, Heróis, Miss Beleza Interior ou Genocída Mais Procurado em várias dimensões.

5. De repente está com fome? Vários de você estão comendo algo suculento (para eles, pelo menos)e/ou agonizando de fome nesse segundo...

NADA ACONTECE POR ACASO, REFLITÄO!!!

O quê você faz também pode implicar na vida pacata de outros "você" em outras dimensões, claro, com uma forcinha de mais alguns zibilhões de "você" fazendo a mesma coisa.

Você acha que tá fazendo bem em comer menos pra emagrecer? Sinto lhe informar que tudo que você está fazendo é se deixando com fome e então engordando em outra dimensão. SEU GORDOEMOUTRADIMENSÃO!
[Modo Dr.Antonelli=OFF]

(Essa teoria provavelmente será mencionada em muitos de futuros posts como fato comum~)

3 comentários:

Marcelo »QeJiNhO disse...

eeeh... quase faz sentido. Eu acredito q existam outras dimensoes sim, mas n necessariamente com correspondentes à vc... mas tavalendo.

Thiago de Lima B. disse...

Então o deja vu pode ser considerado uma especie de residuo/reação/consequencia causado pelas multiplas ações semelhantes de seus equivalentes de outras dimensões?

Bruno Antonelli disse...

Prezado,

de acordo com esta conceituada teoria, o Deja Vu é um fenômeno bobo.