"And now for something completely different..."

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Em Alguma Floresta Brisada Por Aí...

Esse vai ser de longe o post mais brisado desse blog... Só espero conseguir passar a sensação que eu tive quando brisei isso na escola...

Em algum lugar, por aí, existe uma floresta...
É uma floresta dos perdidos: só pessoas que se perderam, ou coisas que se perderam, ou pessoas que perderam alguma coisa, ou pessoas que perderam alguma pessoa chegam nessa floresta...
Eu queria dizer o nome dela, mas como tudo nela surgiu involuntariamente... Talvez algum dia eu "descubra", sem forçar ou inventar, o nome do lugar...
Por enquando ele está perdido também...

É uma floresta com árvores enormes e de troncos esverdeados, bastante musgo e cipós, e com muuuitas ruínas de catedrais, capelas e igrejas antigas, também com musgo e cipós...

É muito fácil se perder ali, mas, em algum lugar dessa floresta, aonde só quem/o quê já se perdeu até mesmo do conceito de estar perdido, você encontra esse lugar:
Tipo um bosque, com árvores menores e mais finas e sem musgo e cipós, aonde a única ruína é um pequeno pilar grego de 1 metro e meio... Desses em que sua vó coloca um vaso em cima, sabe?

Tipo esse~

Em cima desse pilar, está lá, sempre parado como uma escultura... Um gato.
Não é bem um gato, mas foi desenhar ele que começou tudo... (Escaneei o desenho, peço perdão por estar por cima de alguns exercícios de química)

Algum dia, quando eu tiver uma habilidade para colorir suficiente pra ter a honra de desenhá-lo melhor, eu o farei~


É um gato listrado, com olhos de gente e óculos que tem uma cruz entre as lentes, com orelhas surreais, e com uma calda enrolada com uma lanterna de vaga-lume na ponta. Suas cores são roxo e laranja: mas não é roxo com listras laranjas, nem laranja com listras roxas e nem uma cor com detalhes da outra... É como se fosse uma gradiente, como se tivessem pego ele no photoshop e traçado a linha de gradiente dentro dele: aonde o pêlo é laranja as listras são roxas e conforme o pêlo vai mudando pra roxo até a cauda, as listras vão ficando laranjas... Dá pra entender?

(Se não entendeu, se você tiver o Plus!, escreva no MSN: [a=7][c=6]| | | | | | | | |[/c=7][/a=6] e mande a mensagem, o resultado será exatamente o quê eu disse~)

O nome dele é Mr.Funnybells.
Isso porquê no pilar, do lado dele, tem um sininho, daqueles de "good niiiight, ding ding ding ding ding"...

Cena: Você se aproxima, sem saber aonde está ou o quê é ele, e ele não faz nada, nem pisca.

Você pega o sininho, e decide tocar ele.

*ding ding*
Gato: Hello there!
*susto*

E não importa o quê você esteja procurando ou porquê você está perdido(a), ele sempre vai te apontar pra direção de um chalé à sua esquerda que não estava ali antes.

Nesse chalé moram uma família, uma família louca e que nunca saiu dessa floresta, mas que também nunca entrou...

Getúlio Desolado, o nome do único homem. Fazendeiro, sempre deprimido e sem esperanças... O quê é engraçado, porquê sua mulher se chama Esperança.

Ou melhor: suas mulheres. Não que seja uma poligamia, mas é que existem várias esperanças... Mesmo.

As Esperanças têm uma prima, que se chama Glória, e quando tudo isso me veio a cabeça, "fiquei sabendo" que a tia da Glória se chamava Vitória. Só depois quando decidi fazer a árvore genealógica dessa família que apareceu na minha mente foi que notei que a tia da Glória é a mãe da Esperança, ou seja, a Vitória é a mãe da(s) Esperança(s).

Não sei o nome da irmã da Vitória mãe da Glória e tia das Esperanças, ficou em aberto...

Mas a Vitória tem outra filha, irmã das Esperanças, que eu achei que foi um combo breaker em relação ao outros nomes da família: a Mortalidade Infantil.

Irônicamente, a Mortalidade Infantil é a única na casa que sabe fazer um parto.

...

A última coisa que me veio à cabeça sobre tudo isso antes de eu me distrair e sair da brisa, foi o seguinte diálogo:

"Respira, respira, continue empurrando! Calma, vou chamar a Mortalidade Infantil!"
"O QUÊ?!"
"Ela é a única que sabe fazer um parto!"
"NÃO, PERAÍ!"


...Claro que acabei me distraindo com minha própria risada...
Só mais uma coisa que comprova (ou não) a minha Teoria Multidimensional...

4 comentários:

Biel disse...

(alice?)

Brinks xD

Interessante.. será que sai alguma história aí?

Bee :3 disse...

Nahhh, o gato deveria se chamar Fronhiswaldo u3u -qqq

Marcelo »QeJiNhO disse...

só a SUA avó usa um pilar desse!




acho

Oki (Max) disse...

Funnybells, quimica, florestas...
Muito clichê.

Brinks, brisa monstro hein.